7 de Setembro: o #TBTdaTelevisão relembra atores que viveram Dom Pedro I na nossa teledramaturgia

No próximo sábado, 7 de setembro, o Brasil celebra 197 anos da proclamação de sua Independência em relação à então metrópole, Portugal. Dom Pedro I, que completaria 24 anos de idade poucos dias depois daquele seu grito às margens do Ipiranga. O chamado “Defensor Perpétuo do Brasil”, príncipe regente que passou a Imperador com o advento da nova nação independente, já foi representado por diversos intérpretes em nossa TV. Nesta Semana da Pátria, o #TBTdaTelevisão recorda com você os atores que viveram Dom Pedro I na teledramaturgia.

Tarcísio Meira e Tarcísio Filho: pai e filho entre os atores que viveram Dom Pedro I

Tarcísio Meira como D. Pedro I em Saramandaia (Reprodução/Globo Play)
Tarcísio Meira como Dom Pedro I em Saramandaia (Reprodução/Globo Play)

Ambos os Tarcísios, pai e filho, constam da lista dos atores que viveram Dom Pedro I na teledramaturgia. O primeiro foi o Imperador em Saramandaia (1976), de Dias Gomes, numa participação especial nessa novela das 22h da TV Globo. Ele foi uma das personalidades da História encontradas pelo Professor Aristóbulo (Ary Camargo) em suas andanças nas noites de insônia. A saber, outro foi Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes (Francisco Cuoco). Já Tarcisinho, como é chamado, interpretou Dom Pedro I em Dona Beija (1986), de Wilson Aguiar Filho, produção da TV Manchete. O ainda príncipe e seus pais, Dom João VI (Jorge Cherques) e Carlota Joaquina (Xuxa Lopes), visitaram Araxá no enredo.

Gracindo Júnior

Antes de Dona Beija, Dom Pedro I já havia sido personagem de uma produção da TV Manchete. E protagonista, ainda por cima. Ao lado de Maitê Proença no papel-título, Gracindo Júnior viveu a figura histórica na minissérie Marquesa de Santos (1984). Também escrita por Wilson Aguiar Filho, aqui contando com a valiosa colaboração de Carlos Heitor Cony, a minissérie marcou a estreia da emissora nas produções de teledramaturgia. Dom Pedro e Domitila, a Marquesa, viviam um caso de amor, embora ele fosse casado – com Dona Leopoldina (Maria Padilha).

Sem dúvida, o ator comprovou aqui uma vez mais o seu talento. Não é demais lembrar que até a ocasião Tarcísio Meira havia sido uma espécie de protótipo de Dom Pedro. Isso em virtude de ter interpretado o príncipe em Independência ou Morte (1972), filme de Carlos Coimbra. Recentemente Gracindo Júnior pôde ser visto nos primeiros capítulos de Ouro Verde, novela portuguesa apresentada pela Band.

Marcos Pasquim

Em 2002, a TV Globo exibiu a minissérie O Quinto dos Infernos, de Carlos Lombardi. O autor desenvolveu sua história com base na História, e também a partir de elementos fornecidos por três romances. São eles, a saber: O Chalaça, de José Roberto Torero; A Imperatriz no Fim do Mundo, de Ivanir Calado; e As Maluquices do Imperador, de Paulo Setúbal. A trama se iniciava em 1808, quando a Corte portuguesa fugiu para o Brasil com medo de Napoleão Bonaparte, e transcorria nos anos seguintes, com uma passagem de tempo para a década de 1820. Carlos Machado Filho viveu Dom Pedro ainda pré-adolescente, ao passo que Marcos Pasquim defendeu o personagem na maior parte do projeto. Pasquim seguia uma parceria de sucesso com Lombardi, iniciada em Uga Uga (2000/01). De tal forma que foi escolha natural para integrar a galeria dos atores que viveram Dom Pedro I.

Reynaldo Gianecchini: entre os atores que viveram Dom Pedro I, uma aparição tocante

Entre os especiais globais para o fim de ano de 2009, O Natal do Menino Imperador foi um belo momento, com toda a certeza. Escrito por Péricles Barros e dirigido por Luiz Henrique Rios, o programa mostrou Dom Pedro II (Sérgio Britto) na Europa, já depois de ter ido embora do Brasil com o advento da República. Ele contou a um de seus netos, filho da Princesa Isabel (Carolyna Aguiar), passagens de sua infância, em meio a tantos compromissos para ser imperador do Brasil. E se lembrou com carinho do pai com quem praticamente não conviveu, Dom Pedro I (Reynaldo Gianecchini). A novela das 21h, A Dona do Pedaço, apresenta atualmente Gianecchini no papel de Régis.

Caio Castro

Dom Pedro (Caio Castro) e Leopoldina (Leticia Colin) de Novo Mundo
Dom Pedro (Caio Castro) e Leopoldina (Letícia Colin) de Novo Mundo (Reprodução/TV Globo)

Thereza Falcão e Alessandro Marson estrearam como autores titulares de novelas com Novo Mundo (2017), a saber. A história se passava no período imediatamente anterior à Proclamação da Independência por Dom Pedro (Caio Castro). Na época, o jovem príncipe respondeu pela regência do Brasil, logo após seus pais Dom João VI (Léo Jaime) e Carlota Joaquina (Débora Olivieri) retornarem à Europa. Embora fosse casado com D. Leopoldina (Letícia Colin), Pedro não se furtou a um romance com Domitila (Agatha Moreira), a futura Marquesa de Santos. Só para ilustrar, na Semana da Pátria de 2017, um capítulo especial com a Proclamação da Independência foi exibido, recriando a famosa passagem do Grito do Ipiranga.

Com efeito, a atuação de Caio Castro em Novo Mundo ajudou a reverter um pouco a imagem que havia ficado do ator após declarações – segundo ele, mal interpretadas – sobre a importância da leitura para a profissão. Atualmente o ator está no ar como Rock em A Dona do Pedaço.