“Não sei mais quem sou”, diz Erick Jacquin sobre dupla jornada profissional

Na noite desta terça-feira (27) a Band estreará a segunda temporada do reality show Pesadelo na Cozinha, do formato britânico Kitchen Nightmares. A atração volta à grade sob o comando de Erick Jacquin, que terá a dura missão de salvar restaurantes da falência. A equipe do Observatório da Televisão foi convidada a conferir a coletiva de imprensa do lançamento do programa e aproveitou para bater um papo com o renomado chefe de cozinha.

Vai ser muito diferente“, garantiu o profissional fazendo um comparativo com a primeira edição. Jacquin também disse que já não é o mesmo de antes. “Tem uma evolução muito grande. Hoje eu sou outro homem, sou diferente“, contou ele, há cinco anos como contratado da Band.

Erick Jacquin também destaca a mudança na produção do programa, um ponto, que, para ele significou alterações bem representativas no formato. “Mudou o arquiteto, a equipe, só o diretor que é o mesmo, e para mim isso foi essencial. Foi muito importante que o diretor fosse o mesmo. Tem gente que vem especialmente da Espanha para gravar com a gente, no caso, o Gato“.

Recém saído da sexta edição do MasterChef, Erick Jacquin se diz satisfeito com sua rotina na televisão e em seus negócios. “É uma vida que eu amo. Na verdade eu não sei mais se sou um cozinheiro que faz televisão ou se sou um cara da televisão que faz cozinha. Mas eu amo os dois, não consigo mais separar os dois“, revelou ele, aos 54 anos de idade.

Sobre seus desejos para o futuro na televisão, ele joga a deixa. “Eu adoraria fazer um programa nas ruas, aos domingos à tarde. Entrar nos restaurantes, nos botecos, sair nas ruas, descobrir um bairro, conversar com as pessoas, pescar. Queria mostrar a vida no dia a dia, está lançada a ideia, fico no aguardo da proposta“, finalizou ele, aos risos.