Presente na trilha sonora de Ouro Verde, cantor Daniel não descarta volta às novelas: “É uma possibilidade”

O cantor Daniel, de 50 anos, tem muito o que comemorar. Presente em mais uma trilha sonora de novela, desta vez em Ouro Verde, superprodução portuguesa da TVI que chega ao Brasil através da Band, o artista revelou em entrevista ao Observatório da Televisão sobre a possibilidade de voltar a atuar em novelas. Ele, que já esteve presente em Paraíso (2009), como Zé Camilo, trama escrita por Benedito Ruy Barbosa no horário das 18 horas na Globo disse não descartar a possibilidade.

“Olha, eu diria que a gente não pode descartar jamais essas oportunidades. Eu nunca fui em busca para fazer [novelas]. Mas, se surgir um convite e eu achar que vou atingir as expectativas, porque não?”, afirmou ele, que já participou como ele mesmo em novelas como Araguaia (2010), América (2005) e no seriado A Turma do Didi.

E completou dizendo que adora esses desafios na carreira. “Das poucas vezes que eu fiz -e sem habilidade-, mais ou menos o preparo que eu tive foi com o O Menino da Porteira (filme de drama brasileiro produzido em 2009). Acredito que a possibilidade existe. Eu acho que é a gente encontrar a oportunidade certa e se satisfazer em uma coisa que é totalmente diferente daquilo que a gente faz, mas que vem fortalecer ainda mais a sua historia, sua música, eu gosto!”, explicou.

Sobre a entrada com a música “Casava de Novo” em Ouro Verde, Daniel contou que tudo fluiu naturalmente. “Que honra poder fazer parte dessa historia, poder trazer uma canção nova e essa canção poder atingir o objetivo que a novela gostaria. Estou muito feliz, foi de uma maneira muito natural, inclusive”, disse.

“Essa canção, eu havia lançado ha cerca de um mês, ela era primeiro lugar de pedidos na Band FM, e o Murillo [Huada], que é diretor da rádio, apresentou a canção para o Antônio Zimmerle (diretor de programação da Band), que estava procurando uma canção para Ouro Verde e se enquadrou exatamente no que a novela pedia. É um golaço, feliz demais que isso aconteceu. Nós que fazemos música, fazemos com o intuito de que ela atinga o coração das pessoas. E quando atinge um produto como este que a gente sabe a amplitude que tem, e que acaba fortalecendo ainda mais sua história, é muito gratificante!”, finalizou.