Primeira vilã da TV, Arlete Montenegro apanhou na rua: “Sua maldita!”

Com mais de 65 anos de careira, Arlete Montenegro já fez de tudo um pouco na TV, no teatro e no cinema. Sua carreira é marcada com a primeira vilã das telenovelas, Belinha, de Ambição. A trama foi exibida em 1964 pela Excelsior, e a atriz chegou até a apanhar na rua. Ao Observatório da Televisão, a veterana revelou que carregava uma energia negativa por conta da vilania.

Maldita!

“O povo acreditava que novela era de verdade. Uma mulher me pegou pelo pescoço: ‘Sua maldita’. Sou espiritualista, na época eu não era. Eu vivia gripada, caindo na rua, com espinha na cara. Tudo energia ruim”, disse a atriz que será homenageada na temporada 2019 do Persona em Foco da TV Cultura e também na série As Vilãs que Amamos do Canal Viva.

TV

Arlete Montenegro não é parente da também atriz Fernanda Montenegro, que na vida real curiosamente se chama Arlete. Com passagens pela Record TV, Tupi, Globo e SBT se destaca por Éramos Seis, A Viagem, Cara e Coroa, Páginas da Vida, O Profeta e Marisol. No cinema fez alguns filmes da Boca do Lixo, longas produzidos entre os anos 60 a 80  com musas da época.

Por fim, como dubladora se destaca há anos por sua voz marcante. Montenegro dá voz a Miranda Priestly de O Diabo Veste Prada, clássico com Meryl Streep de 2006. Além de filmes e séries também emprestou sua voz para a mãe da protagonista da trama turca exibida pela Band, Sila a Prisioneira do Amor: “A nossa dublagem, a brasileira, é considerada a melhor do mundo”.