Nos 50 anos da TV Cultura, apresentadora Amanda Acosta fala das dificuldades da emissora

A apresentadora e atriz Amanda Acosta, conhecida nacionalmente por ter feito parte da TV Cultura, onde apresentou durante anos, clássicos como Clipearte (2005/2006) e Inglês com Música (2010/2012), foi uma das contempladas do Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), cerimônia realizada na segunda (17), em São Paulo, no Teatro Sérgio Cardoso.

Em entrevista ao Observatório da Televisão, a artista falou sobre o atual momento da TV Cultura, que no último dia (15) completou 50 anos de existência. “Precisa valorizar os profissionais, todos os profissionais, valorizar por que esses são os grandes responsável pela qualidade dos programas e de tudo o que é feito na TV Cultura. São esses artistas que estão atrás das câmeras, que estão no som, que estão criando. Falta isso, tem que mudar isso“, disse Acosta.

A TV Cultura, como todos sabem, passou por uma séria crise financeira e mudou de gestão. Atualmente José Roberto Maluf preside a Fundação Padre Anchieta; José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, está no Conselho de Gestão.

Confira uma matéria especial sobre os 50 anos da TV Cultura: