Milton Neves revela fato inédito sobre Silvio Santos e diz: “Vou encerrar minha carreira proximamente”


A TV Bandeirantes vai estrear em breve o novo programa esportivo das suas noites de domingo, repleto de entretenimento, o Show do Esporte será comandado por Milton Neves que está completando 20 anos de carreira televisiva. A reportagem do Observatório da Televisão encontrou com o jornalista durante o evento da emissora para promover a nova grade e bateu um papo com ele. Dentre os assuntos, Neves contou uma história inédita de bastidores com o Silvio Santos, falou sobre sua carreira na TV e no rádio e revelou querer encerrar sua carreira na TV.

Veja também: “Hoje estou muito mais feliz” revela Ana Paula Padrão sobre carreira na Band

Sobre o novo Show do Esporte, Milton disse que será um 3º Tempo estilizado “Sim, vai ser uns 65% de esporte, vai ter entretenimento, música, muita mulher bonita, vai ser diferente. Eu estou feliz com este presente da Band porque eu vim do rádio e estou completando, entrei na televisão pra valer e estou completando 20 anos de televisão aos domingo à noite”, explica Milton Neves comemorando duas décadas neste segmento esportivo, “A gente sabe como as grades da televisão são volúveis e, agora estou com meu quarto programa e com a marca mágica criada por Luciano do Vale”, relembra o jornalista. Para quem não sabe, Show do Esporte, foi um programa criado pelo saudoso narrador esportivo no qual ele levava para o ar mais de dez horas de conteúdo de esporte em suas mais diversas modalidades. Milton Neves faz um balanço dos seus 20 anos de carreira na televisão, “Sem falsa modéstia porque eu não sou modesto, até 1999 eu me achava o melhor jornalista esportivo do mundo. Quando eu trabalhava na Jovem Pan e lá nasceu o Terceiro Tempo em 1982 até quando eu estreei no Super Técnico da Band, no dia 1 de Maio de 1999, depois de um mês de televisão eu cheguei à conclusão que eu não tinha começado no jornalismo esportivo ainda, porque o rádio -que eu amo e continuo fazendo- eu faço seis rádios do Grupo Bandeirantes, eu chego lá falo setecentas horas sem problema, ninguém gosta mais de rádio que eu, mas, eu sempre fui só de rádio, só que, a televisão foi tudo pra mim, no meu intimo a televisão me tornou um time grande, eu me considerava um Guarani de Campinas em uma boa fase, uma Ponte Preta, até porque eu conheci a publicidade profissional, o rádio é mais barato, é claro. Agora com 20 anos de televisão à noite, este é meu último contrato, eu vou encerrar minha carreira proximamente, ou melhor, daqui dois ou três anos. Meu último trabalho será na Rede Bandeirantes de Televisão”, afirmou apresentador.

Milton Neves apresenta o Terceiro Tempo, na Band (Reprodução: Band)
Milton Neves apresenta o Terceiro Tempo, na Band (Reprodução: Band)

Perguntamos se Milton tem vontade de fazer entretenimento, e ele respondeu: “Entretenimento não é novidade pra mim, eu fiz alguns programas, mas eu fiz um sucesso grande que foi dirigido por Wanderley Villa Nova, atual diretor do Amaury na Band, e batemos por cinco semanas consecutivas o fenômeno Show do Milhão com Silvio Santos, tanto que, o Silvio acabou tirando o programa do ar”. Em 2001, Silvio Santos, em segredo, lançou a Casa dos Artistas, um dos maiores fenômenos da história do SBT, o programa foi uma versão, segundo a Rede Globo, plágio do Big Brother Brasil. Na época, um link ao vivo entre SBT e Rede Record aconteceu simultaneamente, algo inédito na televisão brasileira e, lá estava Milton Neves no comando do seu Terceiro Tempo em bate papo com Silvio, sobre isso, Milton revela algumas curiosidades de como se deram as negociações para tudo isso ter acontecido. “Outro grande momento que vivi na televisão brasileira foi quando Silvio Santos queria a minha querida Daniela Freitas, que é uma moça muito grata, porque eu tenho algumas ingratas na parada ai, então, ela era a nossa contratada, e o Silvio Santos queria ela na final da Casa dos Artistas, mas o bispo disse não. Mas o bispo só liberou após uma negociação com Silvio, a Record liberaria Daniela Freitas mas em troca queria um link ao vivo. E assim aconteceu, naquele dia o Felipão também estava no meu programa e não só o SBT ganhou da Globo, o Terceiro Tempo também ganhou. Foram negociados três minutos de link, mas eu prorroguei, eu não queria que acabasse aquele momento, fui falando e falando e chegamos há dez minutos, e batemos a Globo”.

Fazendo um gancho neste momento memorável, o jornalista acredita que a televisão brasileira tem uma qualidade muito boa, “A melhor TV do mundo é a TV americana, mas a televisão brasileira é maravilhosa, claro que temos defeitos, quem não tem defeito? Eu dou uma nota 8,87 pra televisão brasileira. E quando falamos de sonhos, vemos muitos apresentadores e artistas almejando o tão sonhado espaço nos domingos da televisão brasileira e, Milton Neves sendo consagrado e invicto desde que entrou para a televisão diz ser grato por tudo que conquistou e que hoje já não almeja mais nada, “No rádio eu fiz tudo, menos narrar, na televisão eu já narrei, eu vejo alguns takes às vezes quando aparecem no youtube, de uma época que eu narrava futebol de salão, mas meu negócio é estúdio, eu sou de estúdio e não de estádio. Eu não espero mais nada, eu não preciso de mais nada em qualquer segmento da vida, eu peço duas coisas que são as mais importantes na nossa vida, que é segurança e saúde, de resto, eu vou continuar brincando no rádio. Hoje em dia eu moro longe de São Paulo, Deus já me deu tudo, meu sonho era passar no concurso do Banco do Brasil ou da Petrobras, fiz quatro concursos e ‘tomei pau’ nos quatro, Deus não deixou passar, se tivesse deixado passar eu não teria vivido essas maravilhas que vivi na vida”, relata.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui