Fafá de Belém e Lázaro Ramos (Globo/Paulo Belote)

Vozes poderosas e sucessos inesquecíveis que ultrapassam os anos. Nesta quinta-feira (06), grandes intérpretes da música brasileira marcam presença no palco de Os Melhores Anos das Nossas Vidas. Apresentado por Lázaro Ramos, o programa começa logo após a série Carcereiros.

Veja também: Pabllo Vittar explica ausência e aconselha fãs: “rede social é uma coisa tóxica”

Na edição, Fafá de Belém e Alcione relembram sucessos inesquecíveis de diferentes períodos. A disputa da semana será entre a década de 70, time de Marco Luque, e os anos 2000, liderado por Rafa Brites.

Fafá, por exemplo, interpreta Foi Assim, seu primeiro grande sucesso lançando em 1977. Além de Emoriô em homenagem a década de 2000.

Já Alcione solta a voz no quadro Agora e Sempre, interpretando Não Deixe o Samba Morrer e Meu Ébano. A última canção foi tema do personagem Feitosa, papel de Aílton Graça, na novela América (2000).

O clima romântico ainda é arrebatado com Mc Marcinho e seu funk melody Glamurosa, clássico dos anos 2000, seguido de Princesa.

Ainda no programa, Stênio Garcia é homenageado com a lembrança de trabalhos inesquecíveis na TV nessas duas décadas. Como, por exemplo: Feijão Maravilha, Gabriela e Cavalo de Aço, nos anos 70; e nos anos 2000, O Clone, Caminho das Índias e A Padroeira.

O ator também recorda a parceria de longa data com Antonio Fagundes e o clássico Carga Pesada. Na série, Stênio vivia o inesquecível caminhoneiro Bino, sucesso nas duas décadas em que foi exibido.

Votação

Quem escolhe o período vencedor? Cem jovens da plateia, de 18 a 20 anos, que votam ao longo do programa. Eles devem eleger em qual a década eles gostariam de ter vivido.