Fábio Porchat e Maitê Proença no Programa do Porchat
Fábio Porchat e Maitê Proença no Programa do Porchat (Divulgação/ Record TV)

Com mais de 40 anos de carreira – e contando! –, Maitê Proença é uma mulher e tanto! Uma das atrizes mais respeitadas do meio artístico e cheia de atitude e opinião, ela tem muito o que falar a respeito de assuntos recorrentes em debates sobre a valorização do gênero feminino. Não à toa, solta o verbo no sofá do Programa do Porchat desta quinta, 08/03, data em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher. “Não existe mulher que não tenho sido assediada de forma agressiva e indecorosa”, dispara a Fábio Porchat já no início da conversa.

A atriz revela ainda que, por mais profissional que seja, sempre há um certo mal-estar em gravações de cenas de nudez. “Não é gostoso você entrar em um estúdio cheio, 85%, 90% de homens, e você é a única pessoa pelada ali dentro. É um pouco constrangedor”, diz a estrela, que, embora afirme não ter problemas em tirar a roupa, caso seja necessário, ressalta que é preciso reconhecer a necessidade da sequência na história. “Tem coisas que não dá para fazer mesmo, porque é vulgar, porque é oportunista, porque estão te usando para vender o filme. Escreve um roteiro bom que as pessoas vão ver”, enfatiza.

Leia também: Após gafe histórica, A Tarde é Sua faz piada e leva Felipeh Campos para cidade de Taubaté


Na véspera de voltar aos palcos com a peça “A Mulher de Bath”, em São Paulo, Maitê atualmente não tem contrato com nenhuma emissora de TV e confessa a Porchat que está aprendendo a lidar com essa “liberdade”. “Dá um certo desespero. Quando você está acostumado a ter um salário no final do mês e você não tem mais (…). Por outro lado, você não é mais obrigado a fazer coisas que você não escolheu. Resolvi fazer só coisas que não dão dinheiro… e acaba que dá porque a plateia está lotada”, comemora.

Maitê conta também sua experiência na Índia, quando passou por um processo de autoconhecimento que incluía meditação, exercícios e limpeza de privadas. “Eu me ofereci para limpar porque eu sabia que ninguém ia fazer essa tarefa. Fazia parte do processo e, para mim, era uma grande alegria, porque eu já quebrei 24 ossos do meu corpo. E ficar em posição de lótus (uma das posturas do ioga) me dói, era uma dor lancinante que eu sentia. Então, limpar a privada era uma glória nacional, porque eu podia me mexer”, explica a estrela, que é convidada, então, pelo apresentador a brincar no “Game of Tronos”. Trata-se de uma paródia da série “Game of Thrones” em que a artista, Fabiano Cambota, da banda Pedra Letícia, Fábio Porchat e Paulo Vieira precisam acertar bolinhas de naftalina no vaso sanitário do oponente.

O talk show exibe ainda o “Jogo da Vida da Mulher”, no qual Maitê “se vinga” do sexo masculino, representado por Paulo Vieira e Fábio Porchat, que, usando salto alto, vão sofrer várias penalidades relacionadas a alguns sofrimentos femininos, de acordo com as fichas retiradas pela atriz.

Além disso, tem um Tela à Vista especial com a participação de Nany People, Letticia Munniz e Paulo Vieira, que, na brincadeira, encarna a mãe do quadro Emergente como A Gente.