No Sensacional, Geraldo Magela fala sobre cegueira: “Se voltar a enxergar com 90 anos, não quero”

Sensacional
No Sensacional desta quinta, Daniela Albuquerque conversa com Geraldo Magela (Divulgação/ RedeTV!)

O Sensacional desta quinta-feira (9) exibe uma entrevista com o humorista Geraldo Magela. No papo com a apresentadora Daniela Albuquerque, ele compartilha experiências de sua trajetória e revela como lidava com a deficiência visual na infância. “Eu enxergava bem pouco, no máximo uns 5%, mas eu era muito peralta, queria fazer tudo o que as outras crianças faziam, e a consequência disso é que eu colecionava machucados. O que eu mais fazia era cair em buraco, trombar em poste, mas tive uma infância bem ativa”, comenta ele, que ainda fala sobre a esperança de voltar a enxergar: “Estão falando que existem estudos aí com as células-tronco e que eu vou acabar voltando a enxergar, mas tem 15 anos que eles estão falando isso comigo. Se voltar a enxergar com 90 anos, eu não quero (…). Quero agora”.

Leia também: Confira as declarações mais curiosas dos famosos na 2ª temporada do Lady Night

Magela também afirma que poderia ter se dedicado a outras profissões caso não fosse cego. “Tem gente que fala assim: ‘Magela, se você enxergasse, acha que seria humorista?’. Talvez não. Talvez eu fosse ser médico, engenheiro, alguma outra coisa, mas como o cego é muito ligado à comunicação, ao rádio, à televisão, surgiu essa vontade. E hoje, sendo humorista, se eu voltasse a enxergar seria show de bola”, defende ele, explicando como faria para continuar com suas piadas sobre a cegueira. “Esse politicamente correto está ridículo, exagerado demais. (…) Eu acho que eu poderia enxergar e falar alguma coisa de cego sem desrespeitar, fazendo uma piada bacana, porque as coisas que eu conto não são piadas, é que por falta de informação as pessoas tratam o cego de forma engraçada, ficam gritando no ouvido da gente, como se fôssemos cego e surdo, né?”, afirma.


Com mais de 25 anos de carreira, ele destaca a importância de nomes como Jô Soares e Hebe Camargo para seu sucesso e analisa o trabalho no período. “Eu tenho o maior orgulho de ser como eu sou. Sou muito perseverante. Sou como o Rubinho Barrichello, corro atrás (risos), porque se você tem certeza do seu potencial, você vai realizar seu sonho”, finaliza.