No Luciana By Night, Marco Antônio de Biaggi revela: “Não me permito ter um dia baixo astral”

Luciana By Night
Luciana Gimenez e Marco Antônio De Biaggi no Luciana By Night (Divulgação/ RedeTV!)

No Luciana By Night desta terça-feira (14), Luciana Gimenez recebe o cabeleireiro das celebridades, Marco Antônio de Biaggi. De menino pobre a profissional conceituado, Biaggi fala do início da carreira e relembra o sonho de trabalhar no meio artístico. “Eu morava na periferia e tive um despertar. Trabalhava no centro [da cidade], vi um close com a Brook Shields na capa da [revista] Time e pensei: ‘meu Deus, eu quero ser desse mundo’”, afirma ele. “Dou muito valor a tudo que conquistei. Quando acordo meio triste, passa um filme da minha vida na minha cabeça, mostrando de onde saí e até onde cheguei. Por isso não me permito ter um dia baixo astral”, desabafa.

Leia também: No dia da morte de Márcia Cabrita, relembre trabalhos de sucesso da atriz

Dono de um portfólio com mais de mil capas de revistas, Biaggi acumulou dezenas de amigos no universo das celebridades, como a modelo e atriz Luma de Oliveira. “Ela é icônica. Uma das recordistas de capa. (…) Morro de saudade e é a pessoa mais doce que já vi”, diz.


Após enfrentar dura batalha contra um linfoma, ele explica como descobriu a doença e compartilha um de seus grandes aprendizados nos últimos anos. “O medo só tem poder até que você o encare de frente. Eu ouvia as palavras linfoma, protocolo, quimioterapia e não é nenhum bicho de sete cabeças. A única coisa que pegou muito, para mim, que trabalho com beleza, foi o cabelo”, afirma ele, que chegou a esconder a doença de seus clientes por medo “deles sumirem”.

Em fase de recuperação, Biaggi, que é católico, afirma estar vivo somente por causa de Nossa Senhora de Fátima. “Se você não parar, a vida para com você. Quando eu saí do hospital, achava tudo tão lindo. Tinha uma paineira ao lado da minha casa que eu nunca havia reparado porque ficava o tempo todo conectado. Tenho uma sala na qual coloco coisas do mundo inteiro, já que foram 30 anos viajando, e eu ficava dois anos sem entrar nessa sala, então nunca tive tempo de admirar tudo o que conquistei. Quatro carros na garagem e ninguém andava. Depois que fiquei doente falei: ‘chega’. Então é só você ir vendo na vida o que realmente importa”, desabafa.

Ao final da atração, ele dá dicas de moda, beleza e tendência, e ainda participa do quadro ‘Mesa pra 5’, comentando as principais notícias do Brasil e do mundo ao lado de Gimenez, Fernanda Keulla, Caio Fischer e o humorista Diogo Portugal.