Globo Repórter
Globo Repórter (Divulgação)

O ‘Globo Repórter’ desta sexta-feira, dia 25, promove um raio-x sobre sedentarismo no Brasil. Quase metade da população brasileira é sedentária. Os repórteres Beatriz Castro e Fabio Castro percorrem o país, de Norte a Sul, revelando quais são as capitais mais ou menos ativas e contando o que fazem para merecer o espaço que têm no ranking. Em Brasília, a cidade mais bem colocada no ranking, 52,1% das pessoas são ativas.

Já São Paulo, a maior cidade do país, é também a campeã no número de sedentários. Lá apenas 30,7% das pessoas se exercitam. E é justamente nessa cidade que está sendo realizado um estudo pioneiro que mostra que o exercício físico renova o cérebro até na velhice e, se não é estimulado, para de crescer. “Nas mulheres, essa atrofia é ainda maior, pode ser mais de 8%”, conta Rafael Emídio, orientador do estudo na Universidade de São Paulo. Outro estudo avalia os efeitos da atividade física antes, durante e depois da menopausa e mostra que os sintomas afetam menos as pessoas ativas.

Florianópolis, a segunda colocada no mapa do Ministério da Saúde, é também a cidade brasileira que tem menos obesos e a que mais consome frutas e verduras. No outro extremo, Recife, a vice-lanterna da lista, busca a recuperação no ranking com a prática coletiva de zumba e academias ao ar livre, que mudaram a vida de muita gente. Em São Paulo, um pediatra alerta para dois problemas que provocam doenças tanto em adultos quanto em crianças: o sedentarismo e o déficit de natureza. “É muito interessante observar que quando você estimula a criança a fazer movimento ela fica menos alérgica e mais forte contra infecções”, alerta Ricardo Ghelman, do Instituto da Criança da USP. “Exercício e natureza são remédios para a vida inteira”, conclui o médico.

Em Goiânia, pesquisas estão sendo feitas com adolescentes de escolas públicas porque os números do Ministério da Saúde mostram que 54,3% dos adolescentes são sedentários. Meninas mais que meninos. Adolescentes mais que adultos. “Eles preferem o deslocamento para a escola de ônibus ou de carro, passam muitas horas no celular, no computador, em jogos…”, diz a pesquisadora Priscila Valverde, da PUC Goiás.

Com algumas das paisagens mais bonitas e convidativas do país, o Rio de Janeiro tem 41% de pessoas ativas. O programa conta a história de Paulo Costa Neto, professor de história que sofria de depressão, ficou anos sem sair de casa, perdeu o emprego e ganhou 90kg. Com o incentivo da mãe, que o presenteou com uma bicicleta, ele hoje pedala até 170km em um dia, já perdeu 30kg e criou um projeto de ciclismo para pessoas que estão acima do peso. “Queria pedalar num ritmo mais devagar, mais cadenciado e que as pessoas não me olhassem torto”, explica Paulo.

O ‘Globo Repórter’ vai ao ar na noite de sexta-feira, dia 25, logo após a novela ‘A Lei do Amor’.

Últimos vídeos do Canal no YouTube