A jornalista Valéria Monteiro quis se candidatar à Presidência
A jornalista Valéria Monteiro quis se candidatar à Presidência (Foto: Jorge Araújo / Folhapress)

A apresentadora Valéria Monteiro está tomando fôlego após as eleições 2018. Isso porque esteve imersa no mundo da política, tendo até manifestado interesse em se candidatar à Presidência da República.

Valéria, que foi âncora do Jornal Nacional na década de 90 – a primeira mulher da bancada do telejornal – se filiou ao partido PMN e tentou a candidatura ao cargo executivo máximo.

Leia mais: Cena inusitada vaza no encerramento do Jornal Nacional

No entanto, seu nome foi rejeitado em convenção nacional da legenda em julho deste ano, de acordo com matéria da Folha de S.Paulo. e conforme publicamos no Observatório da TV. Além disso, ela chegou a ser expulsa do local pelos seguranças.

Fiquei “enojada” com política, disse Valéria Monteiro

A experiência negativa fez com que a jornalista desencantasse com a política depois de 10 meses participando ativamente.

“É a primeira vez que eu participo por dentro. Consegui ver quais eram as conexões dos poderes distintos. O mercado financeiro, por exemplo, tem uma força incrível, capaz de definir candidatos, que depois terão de se curvar a eles”, relatou a comunicadora em entrevista ao portal UOL.

Leia mais: Lembra dela? Ex-apresentadora do Fantástico, Paula Saldanha fala da morte do marido e saída da Globo

“Eu fiquei enojada com a política, mas acho que isso aconteceu porque eu levei para essa minha experiência uma indignação muito grande, que permanece”, disse a ex-global.

Sua vivência neste universo, no entanto, lhe rendeu a criação de um canal no Youtube, voltado para seu ativismo político. Além disso, ela está dedicada à escrita de um livro sobre os meses de filiação partidária.

Leia mais: Helio de la Peña atribui “baixa” do Casseta & Planeta a restrições impostas pela Globo

Volta à televisão

Em 2014, Valéria Monteiro apresentou um especial no canal pago Viva. Foi a última vez que ela esteve em frente às telinhas, porém, não descarta um retorno.

“Eu não estou na televisão já faz bastante tempo, mas se houver um convite vou ver qual a condição de compatibilizar as duas coisas. Preciso trabalhar e pagar as contas e quero muito também fazer ativismo político”, assume a profissional.

Vale lembrar que, além de ter estado à frente da bancada do JN, Valéria também passou pelo Fantástico , Jornal Hoje, bem como o RJTV.

Posteriormente, ela saiu da Globo e seguiu a carreira noa EUA, trabalhando na WNBC, emissora da rede NBC em Nova York e no canal Bloomberg.

Últimos vídeos do Canal no YouTube