Sem querer, Ana Paula (Ana Brenda Contreras) acabará descobrindo uma verdade inesperada sobre a morte de seu pai, Frederico (Humberto Elizondo). Completamente fora de si, Elza (Elizabeth Dupeyrón) acabará revelando à protagonista de A Que Não Podia Amar que causou a morte do próprio marido.

Tudo começa quando Elza tenta o suicídio e Paula, no hospital para acompanhar Rogério (Jorge Salinas), decide visitar a viúva de Frederico. Ao ver a enfermeira, Elza a confunde com Vanessa (Mar Contreras) e fala com Paula como se estivesse diante de sua filha.

Com pena da pobre mulher, Paula decide não desfazer o engano e fala com ela como se fosse de fato Vanessa, ao mesmo tempo em que tenta tranquilizá-la. “Te adoro, Vanessa… Por favor, não me deixe mais naquela casa horrível! Verdade que você não vai embora? Não quero que seu pai apareça para mim…”, diz a socialite, deixando Paula preocupada com seus delírios.

Nesse momento, Ernesto (Alejandro Ávila) entra no quarto e conversa com Paula sobre o estado de saúde de Elza. “Filhinha… Você vai mesmo me perdoar?”, volta a perguntar Elza, tomando as mãos de Ana Paula. “Por quê?”, questiona a enfermeira, confusa e perplexa. “Porque… eu matei o seu pai…”, balbucia a socialite, deixando Paula e Ernesto estupefatos com o que ouvem.

Mais Informações, curiosidades, sinopse, personagens e o resumo diário e atualizado dos capítulos de A Que Não Podia Amar

Confira o resumo dos capítulos das outras novelas da TV Globo, SBT, Record TV e Band.

Últimos vídeos do Canal no YouTube