Mercedes (Fernanda Montenegro) em O Outro Lado do Paraíso
Mercedes (Fernanda Montenegro) em O Outro Lado do Paraíso (Divulgação/ TV Globo)

Apesar de todo ódio que cultivou por aqueles que a prejudicaram no passado, Clara (Bianca Bin) vai ficar com a consciência pesada em O Outro Lado do Paraíso. A mocinha fica chocada ao saber que Vinícius (Flávio Tolezani) foi assassinado na prisão e vai se sentir culpada. Ela será informada da morte por Patrick (Thiago Fragoso) e reage mal. “Mas eu…eu me sinto culpada”, diz a mocinha. “Clara, você não é”, consola o advogado. “Será que levei essa vingança longe demais? Devia parar agora?”, questiona.

Renato (Rafael Cardoso) vai chegar na hora. “Ouvi a conversa. Vinha justamente trazer essa notícia. Não pode parar agora. Falta só um. O juiz”, reforça. “Mas…eu preciso falar com dona Mercedes. Eu preciso”, conclui a mocinha. Quando chegar na casa da vidente, ela estará sendo esperada. “Eu te esperava, Clara”, diz Mercedes. “Já sabe então?”, surpreende-se Clara. “Muitas vezes o tempo…o espaço se abrem diante de mim como uma cortina…e eu vejo…o que tá longe…vejo o futuro…mas é rápido, rápido demais. Senti durante todos esses dias um tremor…eu sabia que tava passando por momentos de muita emoção, Clara”, declara.

Mercedes vai pedir para ficar a sós com a neta de Josafá (Lima Duarte). “Eu preciso, dona Mercedes. Preciso de paz no coração.”, diz a mocinha. “Clara, quando cê falou dessa história de vingança, não gostei. Não gostei não, vingança é uma palavra ruim”, diz a vidente. “Dona Mercedes, devo desistir? Estou errada?”, quer saber a mocinha. “Eu descobri que a errada era eu”, avisa a velha. “Como assim?”, surpreende-se Clara. “A gente divide a vida entre certo e errado, Clara. Aprendi assim. Agora, vejo que não é. A vida é como duas manchas de tinta diferentes que se misturam…às vezes o que é errado vira certo e o que é certo vira errado”, filosofa Mercedes.

Leia também: Tamanho Família terá mais episódios em nova temporada

Clara entende que a amiga está falando do delegado e Mercedes continua. “Clara, cê queria se vingar. Se vingou. Mas…a enteada…eu sei o que houve com a enteada…eu vi… As vozes me dizem. Eu sei que depois dela, ele não parou…e não ia parar até o fim da vida. Clara, pense em quantas meninas cê salvou fortalecendo a decisão dessa moça, que denunciou o padrasto. Pense quantas meninas ficaram livres desse homem…tua vingança…é realmente má? Ou cê salvou inocentes?”, questiona a vidente. “Vendo assim…eu me sinto melhor. Dona Mercedes, sabia que teria a palavra certa”, diz a mocinha.

Mercedes dirá ainda que era muito dura nas suas decisões. “Mas com a idade meu coração amoleceu. Essa moça, Laura não é? Só agora poderá descobrir o amor. Graças a você, Clara. A vida tem sempre dois lados, o escuro e o luminoso. Cê se vingou. Mas trouxe luz pra tanta gente!”, conclui a vidente. “Esse homem morreu, dona Mercedes”, lamenta a mocinha. “Morreu…mas por culpa dele mesmo. De seus próprios erros. Clara…não sou Deus pra julgar que alguém merece morrer, mas ele cometeu um crime bárbaro e cometeria outros. Um crime contra uma criança não tem perdão. Clara…cê não é culpada. Nesse caminho que cê escolheu, tão difícil de compreender,há escuridão… e há luz, muita luz”, diz Mercedes, que faz uma oração para Clara deixando-a emocionada.

Últimos vídeos do Canal no YouTube