Marcelo de Carvalho
Marcelo de Carvalho, vice-presidente da RedeTV!(Reprodução/Youtube)

Completando duas décadas de existência na próxima sexta-feira (15), a RedeTV! não tem tantos motivos assim para comemoração. A emissora está em pleno período de cortes do pessoal e já trabalha com a previsão de ter prejuízo em 2019 na casa dos R$ 20 milhões. A ideia é cortar pelo menos R$ 15 milhões com medidas como demissões e exibir programas noturnos gravados.

Entre as atrações que deixarão de ser ao vivo, estão o Leitura Dinâmica, o Superpop e o TV Fama. O Encrenca, principal audiência da casa e exibido nas noites de domingo, chegou a ter estudos para se transformar em um programa gravado, mas optou-se por manter sua transmissão ao vivo.

Segundo apurou o Observatório da Televisão, a RedeTV! tem projetado para 2019 um prejuízo na casa dos R$ 20 milhões. O valor é alto considerando que a emissora não tem um fluxo de caixa muito grande. Com as medidas tomadas recentemente, espera-se economizar R$ 15 milhões no curto prazo e atenuar o resultado ruim estimado.

A emissora tem optado por dispensar profissionais com salários altos e que não possuem tanta produtividade assim, incluindo pessoas jurídicas (PJs, que não tem acesso aos direitos trabalhistas da CLT). Foi o caso do diretor do TV Fama, Fábio Martinho, e da repórter Adriana Bombom. Também houve troca do plano de saúde disponibilizado pela emissora. As medidas estão sendo feitas junto com uma consultoria contratada.

Dois pontos principais são justificados para o prejuízo por parte da alta direção da emissora de Osasco. O primeiro deles é o momento ruim do mercado de televisão. Todas as emissoras, incluindo Globo, Record TV e SBT, estão vivendo um momento de cortes por conta da economia pouco aquecida e um mercado publicitário que não tem investido tanto quando era o esperado para 2019.

Governo Federal investiu menos do que se era esperado na RedeTV!

Flávia Noronha e Nelson Rodrigues apresentam o TV
Flávia Noronha e Nelson Rodrigues apresentam o TV Fama: programa passará a ser gravado previamente por economia de gastos (Foto: Reprodução/ RedeTV!)

Outro ponto é uma esperado crescimento de investimento publicitário do Governo Federal. Esperava-se que a emissora tivesse crescimento de receitas oriundas do Governo, o que não ocorreu. Até o momento, SBT e Record TV conseguiram mais investimento. Hoje, a RedeTV! recebe apenas 3,0% do bolo publicitário do Governo. O índice é abaixo do que já conseguiu dois anos atrás, quando tinha 8%.

Suas concorrentes, por exemplo, já conseguiram bem mais verba. A Record TV é a que mais tem recebido dinheiro do Governo Bolsonaro: 34,8%. Já o SBT tem 27,3%. A Globo conseguiu 18,0% e foi a única que teve redução no valor investido pelo Governo. A Band manteve-se estável e conseguiu 6,0%.

Vale lembrar que Marcelo de Carvalho, vice-presidente da RedeTV! e sócio da emissora, é um ferrenho defensor de Bolsonaro nas redes sociais. Nesta terça-feira (12), inclusive, ele reclamou dos Sindicatos que barraram as medidas tomadas pela RedeTV! para evitar demissões. Uma delas seriam a retirada de horas extras previstas em lei. Os funcionários chegaram a entrar em estado de greve, mas a RedeTV! reviu a situação e voltou a pagar horas extras.

Emilly, ex-bbb
Emilly Araújo: ex-BBB foi contratada pela RedeTV! e ganhou um canal no YouTube sobre sertanejo (Reprodução)

Neste ano, a RedeTV! concentrou os seus investimentos em conteúdo digital. Criada no ano passado, a Peanuts, empresa que faz a gerencia de canais no YouTube da emissora, contratou por exemplo a ex-BBB Emilly Araújo, que ganhou um canal de sertanejo na plataforma de vídeos. A estimativa do investimento total na Peanuts é de R$ 35 milhões.

RedeTV! informou que números sobre prejuízos e economia com medidas são “fantasiosos”

Procurada oficialmente pelo Observatório da Televisão, a RedeTV! emitiu nota apenas negando os números referente ao prejuízo esperado para 2019. “Apesar da empresa não divulgar dados financeiros, a RedeTV! nega veementemente esses números fantasiosos e meramente especulativos mencionados”, diz a nota. A emissora não comentou os outros assuntos abordados na reportagem.

Últimos vídeos do Canal no YouTube