João Aranha (Caco Ciocler) de Éramos Seis
João Aranha (Caco Ciocler) de Éramos Seis (Divulgação/TV Globo)

Longe das novelas desde Segundo Sol (2018), Caco Ciocler está no elenco de Éramos Seis, trama das 18h de Ângela Chaves que estreia no próximo dia 30. O astro será João Aranha, homem que descobriu que foi separado da amada, Shirley (Barbara Reis), após uma mentira criada pela mãe.

Desse amor, nasceu Inês (Carol Macedo), que também acha que o pai a abandonou. Ao descobrir toda a farsa, João ainda terá um novo obstáculo: Afonso (Cássio Gabus Mendes), dono de um armazém que casou com Shirley e criou Inês como sua filha.

“É um personagem bastante complexo. Extremamente apaixonado e que volta depois de um tempo para recuperar um amor perdido. O amor da personagem da Barbara, que construiu toda a sua existência numa mentira”, disse Caco ao Observatório da Televisão.

“Ela acha que foi abandonada por ele, mas na verdade a mãe dele mentiu. Disse que ele tinha ido embora, e ela acreditou. Os dois foram enganados. É um reencontro onde toda a vida tem que ser reconstruída”, destacou.

“Ele é um cara apaixonado, mas ao mesmo tempo cheio de dinheiro, que não sabe lidar muito bem com os nãos, é um pouco mimado, doente. Todo personagem com mais de três características eu acho bom. Ele tem muita contradição”, analisou o artista.

Vida pessoal

Questionado sobre as outras versões da história, o ator disse que preferiu não assistir para não ter referência e garantiu que trabalhará para que o público torça pelo seu papel. “Espero que sim. O personagem do Cássio é muito carismático, acolheu essa mulher. É difícil nesse sentido. Ele é uma vítima”, refletiu.

Com relação ao que empresta da vida pessoal na hora de atuar, Ciocler analisou que o artista acaba usando tudo. “Não tem de onde tirar que não seja da gente. Eu sei ser ciumento, possessivo, tenho alguns amores que por algum motivo não deram certo e que deveriam ter dado. A gente começa a resgatar repertórios pessoais, emprestei tudo. A única coisa que não tenho é o amor de uma filha não correspondida”, pontuou.

Fora das redes

Ao ser indagado sobre entrar num ambiente de época e ter que deixar de lado o aparelho celular, o famoso disse não estar mais tão ativo nas redes sociais. “Estou sentido as pessoas mais tristes, agressivas, reativas, cada vez com menos escuta”, declarou.

“Tô achando que tá fazendo mal mesmo. É difícil, mas estou fazendo um exercício de parar. Não tá servindo pra nada. Falando sempre com as mesmas pessoas, e quem não concorda continua não concordando, e a agressão mútua. Estou dando um tempo”, concluiu Caco.

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano

Últimos vídeos do Canal no YouTube