Fernanda Young na TV
Fernanda Young na TV (Reprodução)

A morte da atriz, apresentadora, roteirista e apresentadora Fernanda Young surpreendeu, neste domingo (25), o mundo artístico. A atriz estava em Gonçalves, no interior em Minas Gerais, no sítio de sua família, quando teria sofrido uma crise de asma, seguida de uma parada cardíaca. A causa do falecimento ainda não foi confirmada.

Ao saber sobre o ocorrido, artistas amigos passaram a demonstrar seu pesar. O padre Fábio de Melo, por exemplo, escreveu um comentário na última postagem da artista no Instagram. “Vou sentir muita falta das nossas longas conversas. E o encontro em Gonçalves, o almoço, a roda de música ficarão na espera, na longa espera. Vai com Deus, minha amiga. Dê um beijo Nele por mim”, afirmou.

Outros famosos ficaram sem palavras, como a atriz Samara Felippo, que comentou com emojis de tristeza e coração partido. A apresentadora Astrid Fontenelle comentou com oito corações roxos.

Artistas demonstram admiração

O humorista, ator e apresentador Fábio Porchat se manifestou pelo Twitter: “Posso dizer que, com Os Normais, minha carreira meio que começou. Obrigado, Fernanda Young por colocar num papel toda sua maluquice! Meu abraço para família e para os amigos”.

Tatá Werneck, protagonista da série Shippados, de roteiro de Young também escreveu uma mensagem sobre a amiga: “Quando as pessoas têm muita vida é pq não deixaram nada da vida pra trás. Que bom. Em 49 anos vc fez coisa demais. E como vc mesma disse num texto há pouco tempo: sua jornada está longe de terminar. E ela continuará”.

Veja o emocionante texto de Tatá Werneck

Ver essa foto no Instagram

Conheci Fernanda sendo sua fã. “Os normais” virou uma enciclopédia de comédia, atuação, entretenimento, diálogos inteligentes…genialidade. Quando fui chamada para fazer Shippados, com texto de Fernanda Young e Alexandre Machado entrei em êxtase. Encantada com um olhar observador crítico, engraçado, comprometido e ordinário. Que capacidade imensa de captar o comum e transformar em arte. Então Fernanda me disse que as coisas absurdas que Rita (personagem de Shippados) vivia, eram inspiradas em algumas das suas questões pessoais reais. E assim nos aproximamos. Estávamos trocando conversas e áudios. Desabafando neuroses. Rindo de medos. E ela dizia que estava muito feliz. Parecia viver uma vida em mil. Tinha opinião sobre tudo. Tinha comentários engraçados sobre tudo. Sabia rir de si. Sabia fazer rir. Sabia da sua responsabilidade enquanto artista. Acho que ela sabia. Por isso foi tão entregue a tudo. Quando as pessoas têm muita vida é pq não deixaram nada da vida pra trás. Que bom. Em 49 anos vc fez coisa demais. E como vc mesma disse num texto há pouco tempo: sua jornada está longe de terminar. E ela continuará. Tuas palavras estão fortes. Sua imagem. Sua autenticidade. Sua potência. Deixo meu carinho inutil perto dessa dor pro querido Alexandre Machado e pros seus filhos e filhas tão doces que conheci. Querida Fernanda. Puta que pariu! Obrigada. Deus abençoe tudo

Uma publicação compartilhada por Tata Werneck (@tatawerneck) em

Últimos vídeos do Canal no YouTube