Paulo Cesena: ex-diretor da Odebrecht e delator da Lava-Jato vai comandar Globo na Bahia (Divulgação)
Paulo Cesena: ex-diretor da Odebrecht e delator da Lava-Jato vai comandar Globo na Bahia (Divulgação)

Ex-diretor da Odebrecht Transporte, o executivo Paulo Cesena é o novo diretor-presidente da Rede Bahia, afiliada da Globo no estado nordestino. Cesena chega para assumir no dia 2 de setembro. O anúncio da chegada de Paulo Cesena foi confirmado internamente pela Rede Bahia através de informativo na noite desta terça-feira (20).

O executivo tem uma vida pregressa polêmica: foi um dos 77 delatores da Odebrecht na Operação Lava-Jato e cumpriu um ano de prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica após um acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República (PGR).

Em novembro de 2017, o ministro Edson Fachin, relator dos processos da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou um pedido feito por Cesena para que ele cumprisse a pena mesmo sem condenação na Justiça. No pedido que resultou na decisão, Cesena argumentou que queria “seguir a vida”.

No informativo, ao qual o Observatório da Televisão teve acesso, a Rede Bahia reconhece que Cesena teve problemas no passado, mas que pagou pelo que fez. “Paulo Cesena colaborou com a Justiça e encontra-se sem impedimento para exercer suas atividades profissionais”, afirma a empresa.

Cesena tem 20 anos de carreira e trabalhou em grandes empresas dos mais variados ramos, como a Odebrecht Transport. Em 2017, fechou um acordo de delação premiada e deu depoimentos sobre sua participação no pagamento de propinas feitas pela Odebrecht para políticos.

Em um dos depoimentos, Cesena informou que a Odebrecht pagou R$ 14 milhões a Gilberto Kassab, ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro do Governo Michel Temer, para a criação de seu partido, o PSD (Partido Social Democrata. Os pagamentos ocorreram entre 2013 e 2014.

Afiliada da Globo na Bahia, Rede Bahia vive crise de audiência

Vários programas fecham em segundo ou até em terceiro lugar de Ibope na Grande Salvador.

A crise se acentuou em 2017, mas se agravou entre 2018 e 2019. Neste ano, a novela O Sétimo Guardião chegou a marcar média geral de apenas 21 pontos na capital baiana, índice considerado péssimo. Já o Encontro com Fátima Bernardes perde desde 2016 para o Que Venha o Povo, programa popular do SBT.

Além disso, no horário local, o Bahia Meio Dia, telejornal exibido na hora do almoço, fechou em segundo lugar no primeiro semestre de 2019. O programa perde para o Balanço Geral BA, da Record TV Itapoan. Entretanto, a situação do Globo Esporte BA é ainda pior. O programa esportivo não vence a Record TV desde janeiro de 2018.

Últimos vídeos do Canal no YouTube