Ana Brenda Contreras como Ana Paula em A Que Não Podia Amar (Reprodução / SBT)
Ana Brenda Contreras como Ana Paula em A Que Não Podia Amar (Reprodução / SBT)

Competente e carismática, Ana Brenda Contreras não à toa é uma das atrizes mexicanas favoritas do público brasileiro. Quem a acompanha diariamente na tela do SBT, como protagonista de A Que Não Podia Amar, provavelmente mal consegue imaginar alguma outra atriz no papel da batalhadora Ana Paula Carmona.

O que talvez muitos fãs da novela desconheçam, porém, é que a bela artista não foi a primeira opção do produtor José Alberto Castro para viver a personagem. Quando a novela estava em pré-produção no México, no primeiro semestre de 2011, diversos veículos de imprensa davam como certa a escalação de Zuria Vega como a enfermeira que conquistava o coração empedernido de Rogério Monteiro (Jorge Salinas).

Para quem não se lembra, estamos falando da atriz que protagonizou novelas como Mar de Amor (2009) e Que Pobres Tão Ricos (2013). A primeira, um dos maiores sucessos recentes das tardes do SBT, na pele da temperamental caiçara Estrela. A segunda, que fracassou feio na grade da Anhanguera, vivendo a batalhadora e humilde Lupita Mendonça.

Além dela, também se destacaram entre as atrizes que se submeteram aos testes para viver Ana Paula os nomes de Eiza González – protagonista da novela infantil da Nickelodeon, Sonha Comigo (2010), e da série da Netflix Um Drink no Inferno (2014-2016) – e de Ariadne Díaz – a frágil Aurora, de Amanhã é Para Sempre (2008).

Mesmo assim, não teve para ninguém: encantado com o desempenho de Ana Brenda nas provas de câmera, José Alberto Castro não teve dúvidas de que ela seria a protagonista perfeita para A Que Não Podia Amar. E nós também não…

Zuria Vega foi protagonista de Que Pobres Tão Ricos (Divulgação)
Zuria Vega foi protagonista de Que Pobres Tão Ricos (Divulgação)

Últimos vídeos do Canal no YouTube