Milton Neves
Milton Neves (Divulgação/Band)

Conhecido como um dos mais importantes comentaristas esportivos da TV, Milton Neves completou 50 anos de carreira em 2019. Em entrevista, o famoso falou sobre ser conhecido por fazer muitos merchans e a liberação da Globo para que profissionais da área possam também fazer propagandas.

“Mereço participação lá no departamento de ‘merchan’ da Globo como pai da criança! Aí está outra vitória desse sujeito aqui, que segurou essa praga que é a figura do ‘patrulheiro’ invejoso e do falso moralista da classe”, disparou o jornalista ao colunista Ricardo Feltrin.

“Tenho lido que hoje até a Globo ‘miltou’. Aliás, na comunicação esportiva, quem não ‘milta se trumbica’. Já ouvi o ‘top dos tops’, Galvão Bueno, lendo os nomes dos patrocinadores do futebol da Globo. Mas, falou muito rápido, comeu uma ou outra sílaba. Eu o ‘critiquei’ no Twitter: ‘Publicidade no ar você faz de peito aberto ou não faz’”, relembrou.

“Galvão é o maior, muito invejado também. Mas, tem uns aí sem voz, carisma, simpatia, poder de comunicação e domínio de microfone, que ainda torcem o nariz para publicidade. Mesmo com o bolso vazio coçando, se negam a fazer publicidade”, falou o apresentador, apontando ainda que seria uma honra trabalhar na platinada.

Globo

“Eles são a ‘seleção brasileira’. Porém esse é outro orgulho meu: fiz uma carreira do porão à mansão sem trabalhar lá, sem nunca ter saído do estúdio, sem nunca ter pertencido às tradicionais ‘igrejinhas’ de coleguinhas (da imprensa). Sou o cardeal de minha própria igreja”, apontou o apresentador.

“Fui, sou e serei Sozinho FC, ao lado de grandes e eventuais companheiros de emissora. E, mesmo dando nota 10 para Globo, que jamais tentou me contratar, não lamento não ter trabalhado lá porque o padrão de pagamento deles não me agrada: é 90% em fama e 10% em dinheiro”, concluiu Milton.

Últimos vídeos do Canal no YouTube