Ana Bertha Espín é destaque no elenco de A Que Não Podia Amar (Divulgação / Televisa)

Em A Que Não Podia Amar, Rosaura sonha em subir de nível social, nem que para isso precise sacrificar a felicidade dos próprios sobrinhos, Miguel (Osvaldo Benavides) e Ana Paula (Ana Brenda Contreras). Sua intérprete, Ana Bertha Espín, vai realizar o desejo da vilã através de sua mais nova personagem.

Na nova versão de A Usurpadora, que a Televisa prepara para o segundo semestre deste ano, em formato de série, Ana Bertha dará vida à mãe adotiva da vilã Paola Bernal (Sandra Echeverría), recriação da icônica Paola Bracho (Gabriela Spanic). A personagem, como se deve lembrar, não existia na novela de 1998.

Inicialmente, especulava-se que Espín viveria a mãe biológica das gêmeas, que entrega Paola para adoção e fica apenas com Paulina (Sandra Echeverría / Gabriela Spanic). Esta personagem, porém, será interpretada por outra atriz no remake, cujo nome ainda não foi divulgado pela Televisa.

Esta adaptação de A Usurpadora faz parte do projeto da Televisa denominado Fábrica de Sueños, o qual adaptará os maiores clássicos do catálogo da rede mexicana para séries contemporâneas de 20 a 25 episódios. Também estão em desenvolvimento remakes nesse formato de Cuna de Lobos e Rubi.

Últimos vídeos do Canal no YouTube