Gabriela Spanic
Gabriela Spanic durante participação no Domingo Legal. Reprodução: Internet.

Gabriela Spanic bancou a ‘sincerona’ ao falar, em recente encontro com a imprensa do México, sobre a nova versão que a Televisa está preparando para A Usurpadora, novela que ela mesma protagonizou em 1998 na rede mexicana. Sem papas na língua, a atriz venezuelana afirmou que não acredita que a obra em produção vá repetir o sucesso da trama original.

“Hoje em dia há muitas opções de que assistir nos canais de TV. É muito mais difícil alcançar uma audiência da magnitude de A Usurpadora, que terminou com média de 50 pontos. Foi um antes e um depois [na televisão local]. Duvido muito que faça o mesmo sucesso da Usurpadora original. Não por falta de carisma nem por falta de profissionalismo, mas pelos fatores que mencionei”, ponderou realista.

Não obstante, Spanic fez questão de elogiar a escolha da atriz Sandra Echeverría, que reviverá os papéis das gêmeas Paola e Paulina. “Eu gosto muito da Sandra. Me parece uma excelente atriz, além de linda. De verdade lhe desejo muito sucesso e que Deus a abençoe neste projeto. Mas é importante lembrar que o sucesso não depende apenas de nós, como atriz. Estão os diretores, o produtor… Enfim, é um conjunto de coisas”, concluiu.

A atriz também fez questão de criticar as mudanças realizadas no argumento original, transformado agora em uma trama política e mais contemporânea. “Mudaram tudo, menos o título. Mudaram a novela toda! Além disso, já tentaram refilmá-la na Colômbia e não funcionou”, destacou Gaby.

Ela se referiu à novela Quien Eres Tu, adaptação colombiana de A Usurpadora que, produzida em 2012, também alterou completamente a trama de origem e foi um retumbante fracasso de público.

Com informações da revista People en Español.

Últimos vídeos do Canal no YouTube