Netflix
Netflix (Divulgação)

No Brasil desde 2011, a empresa americana Netflix, provedora de séries e filmes via streaming, anunciou nesta quinta-feira (14) que a mensalidade dos pacotes oferecidos aos brasileiros terá um aumento.

A saber, o plano básico, que disponibiliza uma tela, sem HD, passará de R$ 19,90 para R$ 21,90. O plano padrão, que oferece duas telas com imagem HD será de R$ 27,90 para R$ 32,90. Já o plano premium, com quatro telas e transmissão em Ultra HD, deixará de custar R$ 37,90, e subirá para R$ 45,90.

Leia também: Netflix anuncia nova série com elenco repleto de ex-globais

Surpreendentemente, o aumento foi implantado já no dia do anúncio. A última vez que a companhia reajustou os valores no país foi em 2017. “Mudamos nossos preços de tempos em tempos para continuar investindo no melhor do entretenimento, além de melhorar a experiência da Netflix para nossos membros no Brasil”, justificou a empresa por meio de comunicado.

Leia também: Autor e elenco de Escrava Mãe comemoram entrada da novela ao catálogo da Netflix

Após período de contratos por obra, Globo volta atrás devido a ‘onda Netflix’; entenda

A saber, para tentar reduzir os gastos, nos últimos anos a TV Globo adotou a postura de realizar contratos por obra com os famosos que estivessem envolvidos em suas produções. Após o fim das gravações, os artistas voltavam a ficar disponíveis para o mercado.

Contudo, o problema é que com o surgimento da concorrência, a emissora começou a correr o risco de perder nomes importantes e surpreendentemente decidiu repensar a estratégia. Segundo Patrícia Kogut, contratos de longo prazo voltaram a ser realizados pela platinada.

Todavia, vale lembrar que Marco Pigossi, que protagonizou A Força do Querer, optou por não renovar o contrato que tinha com a Globo e foi participar de uma série da Netflix.

Últimos vídeos do Canal no YouTube