Pally Siqueira. Imagem: Divulgação/Globo
Pally Siqueira. Imagem: Divulgação/Globo

Acostumada a viver desafios na pele da personagem Amanda, que é portadora de ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica), a atriz Pally Siqueira teve que se desdobrar em mil para conseguir fazer todos os quadros da exposição de sua personagem em Malhação: Vidas brasileiras. As cenas mostraram um pouco do talento da atriz, que também é artista plástica na vida real.

“Foram 20 telas expostas. Já tinha 9 prontas e recebi a missão de fazer mais 11. Foi um baita desafio porque fiz tudo em cinco dias. Estava gravando bastante naquela semana e algumas cenas tinham uma carga emotiva bastante forte”, disse Pally, que ficou feliz com o resultado.

A ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica) é uma doença neurológica que afeta a função dos nervos e dos músculos. Com ajuda do companheiro, o inseparável namorado Kavaco (Gabriel Contente) e dos amigos do Sapiência, Amanda está tentando realizar todos os seus desejos, conforme matéria do site GShow.

Em entrevista ao programa Encontro com Fátima Bernardes, Pally revelou que já conhecia a doença por ter sido estudante de psicologia e se baseou em vídeos e depoimentos para compor a personagem.

Quadro de Pally Siqueira. Foto: Fabiano Battaglin/Globo


Últimos vídeos do Canal no YouTube