Imagem do programa Edu Guedes e Você
Imagem do programa Edu Guedes e Você (Foto: Reprodução/ Redetv!)

A RedeTV! acaba de atingir a marca de 7 milhões de inscritos no YouTube. A emissora possui o maior canal da televisão aberta brasileira na plataforma de vídeos desde outubro de 2018.

Veja também: Caio Junqueira morre aos 42 anos uma semana após acidente de carro

Com forte investimento na área digital, no total, o canal da emissora acumula mais de 4,3 bilhões de visualizações. Os números representam mais que o dobro da segunda colocada.

Segundo a Rede Snack, em 2018 a RedeTV! foi a única emissora da TV aberta presente entre as dez primeiras posições no ranking que mostra os canais de YouTube mais assistidos, comentados e curtidos.

Ainda no mesmo ano, a canal de Osasco chegou a figurar como o segundo mais visto no exterior. A informação é de acordo com o Social Blade – plataforma referência em análise de dados do YouTube.

Um dos destaques da emissora no universo online é a grade digital exclusiva. Atualmente, a programação conta com 14 atrações exclusivas e transmitidas ao vivo no YouTube, Facebook e Twitter.

Flávio Bolsonaro escolhe RedeTV! para esclarecer polêmicas: “Não tenho dúvida que estão me perseguindo”

Os últimos dias tem rendido graves polêmicas a Flávio Bolsonaro, filho de Jair Messias Bolsonaro, atual presidente do Brasil. Senador eleito pelo Estado do Rio de Janeiro pelo PSL, Flávio concedeu uma entrevista exclusiva para a RedeTV!, na noite do domingo (20).

Ele decidiu abrir o jogo sobre as acusações que vem recebendo, principalmente sobre as movimentações financeiras atípicas, reveladas pelo COAF. “Não tenho dúvida que estão me perseguindo e o alvo também é o presidente da República”, afirmou o filho mais velho do presidente da República.

Sou empresário, eu recebo em um ano muito mais do que eu recebo enquanto deputado. A origem desse dinheiro é meu e depositado na minha conta e estão tentando criminalizar isso”, afirmou Flávio ao jornalista Boris Casoy.

Eu não tive nem oportunidade de falar e quebraram meu sigilo de forma ilegal. Eu já vi fotos que deixam claro as demonstrações de simpatia ao PT pelos promotores do caso”, afirmou o senador, atacando o partido de esquerda.

Não fui no Supremo pedir foro privilegiado, fui lá para descobrir onde é que eu tenho de me defender. Eu não tenho nada para esconder de ninguém, mas quero que apurem esse vazamento de informações”, continuou.

Últimos vídeos do Canal no YouTube