Quadros do Vídeo Show (Divulgação)
Quadros do Vídeo Show (Divulgação)

Na tarde desta terça-feira (8) a Rede Globo anunciou oficialmente o fim do Vídeo Show após 35 anos de programa. Comandado por Sophia Abrahão e Joaquim Lopes, o vespertino se despede do público em baixa. Com média entre 8/9 pontos na audiência, por muitas o programa chegou a registrar o segundo e terceiro lugar. Nas redes sociais o assunto segue como o mais comentado. A atração que ultrapassou gerações conseguiu marcar uma era com quadros que entram para a história da televisão brasileira. De Falha Nossa ao Memória Nacional, confira uma lista dos quadros de maior destaque do programa:

Veja também: Confira os melhores memes sobre o fim do Vídeo Show

Falha Nossa – A atração começou com o nome de Erros de Gravação em 1987. Em 1993, o quadro ganhou o nome de Falha Nossa.

Pergunte ao seu Astro – Nele, o público enviava cartas com perguntas para o seu artista favorito, que era respondido por eles. O quadro foi sucesso em 1988.

Tricotando com Falabella – O então apresentador, Miguel Falabella, era encarregado de entrevistar os artistas da emissora e os astros que faziam sucesso no país. A estreia do quadro foi com Susana Vieira em 1988.

A última edição do Vídeo Show será exibido na sexta-feira (11)

Troféu Vídeo Show – Exibido uma vez por mês, o quadro mostrava um júri que escolhia uma personalidade que tinha se destacado por um fato ou trabalho. Houve poucas edições e foi reformulado.

Túnel do Tempo –  Em abril de 1991foi ao ar o primeiro Túnel do Tempo. Nele, o telespectador viajava no tempo para saber o que aconteceu na TV há 10, 15 ou 20 anos. A memória podia ser um fato jornalístico, último capítulo de uma novela ou um especial.

Revirando o Baú – Resgate de cenas curiosas da TV. A participação de Francisco Cuoco como Tiradentes em Saramandaia foi o primeiro momento a ir ao ar em 1993

Bastidores – Também no ano de 93, câmeras flagravam os bastidores de gravação de novelas e programas, mostrando ensaios e momentos que não vão ao ar.

Por onde anda – Ídolos que deixaram saudade ressurgiam através de uma entrevista para mostrar o que andam fazendo.

Fora do Ar – Flagrantes do cotidiano de astros da televisão.

Antes da Fama  –  Artistas recordavam suas profissões anteriores.

Antenado – O antigo quadro Parabólica foi atualizado e ganhou novo nome. Notícias nacionais e internacionais eram apresentadas em formato de pílulas.

Astromóvel – Artistas eram entrevistados a bordo de um carrinho elétrico que passeava pelos Estúdios Globo.

Reencontro Marcado – Neste quadro, o Vídeo Show promovia encontros entre grandes nomes da teledramaturgia que contracenaram juntos no passado. Os artistas relembravam histórias de bastidores, cenas e curiosidades.

Jogo da Memória – Testava a memória dos artistas propondo que eles respondessem às mesmas questões que já teriam respondido no passado. No final da entrevista, as respostas eram comparadas.

A atração permaneceu por 35 anos no ar

Filho da Mãe – Um toque familiar ao programa. O quadro levava a mãe de um artista para contar histórias de sua infância e adolescência. Fotos e vídeos caseiros do filho  famoso, cuja identidade só era revelada no final do quadro, ilustravam a reportagem.

30 Segundos de Fama – O público era desafiado a recriar cenas da teledramaturgia, com direito à exibição do melhor vídeo no programa.

Trilha Sonora – Os participantes respondiam perguntas sobre música e faziam a performance de uma cena no palco.

Memória Globo – O quadro foi uma parceria do Vídeo Show com o Memória Globo. O programa editou pílulas de momentos de destaque das entrevistas com artistas da TV brasileira feitas pela área do Jornalismo da emissora.

Vale a pena rir de novo – O quadro relembrava cenas, esquetes e bordões do humor feito na Globo. Em 29 fevereiro de 2016, esse quadro teve um momento especial em que atores reviviam papéis memoráveis que marcaram o humor brasileiro.

 

Últimos vídeos do Canal no YouTube