Apresentadora Meire Nogueira
Apresentadora Meire Nogueira (Reprodução)

A apresentadora de televisão Meire Nogueira morreu na noite desta quarta-feira (5), em Curitiba. Ela lutava contra um câncer, descoberto tão somente há um mês. Ela estava se tratando, foi passou por cirurgia, mas houve complicações no quadro clínico. Nogueira precisou ficar internada, entrou em coma e não resistiu. O corpo será velado no salão Jade da Capela Vaticano, na rua Desembargador Hugo Simas, número 26, na capital paranaense.

Nascida em Rolândia, no Paraná, Meire Nogueira ficou nacionalmente conhecida na televisão. Ela foi garota-propaganda, quando não havia videoteipe, nos anos 50 e 60. Nogueira aparecia apresentando o produto, mostrando suas funcionalidades para o telespectador, como era comum, naquela época. Essas apresentadoras eram muito populares e queridas pelo público.

Veja também: Perfil falso de diretora da novelas da Globo oferece recrutamento e Globo reage

Além de garota-propaganda, Meire era jornalista e radialista. Trabalhou em emissoras como Tupi, de São Paulo, e Record, em sua fase de ouro. Faturou premiações de grande prestígio, como o Troféu Roquette Pinto e o Troféu Imprensa. Desde os anos 80, dedicou parte de sua carreira à terceira idade, com conteúdos exclusivos para essa faixa de público.

Mais sobre a carreira

Era dona da marca Tempo de Viver, o primeiro programa da TV brasileira dirigido para a terceira idade. A atração foi exibida pela Rede Vida de Televisão e durou cinco anos. Nogueira falava de outros assuntos também: chegou a comandar o Meire Noguera & Cia, em Brasília, e abordava temas de política e economia.

No Paraná, fez parte da TVE (Televisão Educativa), onde comandou um programa para toda a família, o Alegria de Viver, que seguia o formato do Tempo de Viver. E como atriz, fez filmes nos anos 60, no cinema e na TV. Integrou o elenco de películas como Um Marido Barra-Limpa. Em telenovelas, fez clássicas como Gutierritos, o Drama dos Humildes e o sucesso O Direito de Nascer.