Celso Portiolli (Divulgação/SBT)
Celso Portiolli (Divulgação/SBT)

Os comerciais nacionalistas veiculados pelo SBT deste terça-feira (6) ainda estão dando o que falar.

A princípio, pessoas públicas e os telespectadores em geral criticaram o uso de uma frase conhecida por ilustrar campanhas da ditadura militar brasileira.

O SBT reconheceu o equívoco por meio de nota oficial e retirou os trechos que constavam o slogan polêmico do ar. As demais vinhetas permanecem na programação.

Leia mais: Comerciais nacionalistas voltam a ser exibidos no SBT; slogan da ditadura é retirado

Comentários de Portiolli geraram revolta

Apesar do reconhecimento da emissora, o tema ainda está esquentando os ânimos nas redes sociais. Se a priori os comentários negativos se dirigiam a Silvio Santos, nesta quinta (8) o embate é com Celso Portiolli.

Isso porque o pupilo do dono SBT entrou em uma discussão em seu Twitter com seguidores que não gostaram das propagandas do canal.

Leia mais: Após quase 2 anos, jornalista Joyce Ribeiro volta ao SBT em participação no Teleton 2018

O apresentador do Domingo Legal rebateu as críticas dizendo que “para quem não ama o Brasil, a Venezuela fica logo ali”, utilizando uma imagem com tal sentença.

A saber, em sua rede social fica claro que Portiolli é simpatizante ao governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Post de Celso Portiolli em defesa dos comerciais do SBT

Leia mais: SBT e governo: slogan da ditadura é só mais um capítulo dessa história

Web se revoltou com declaração de Portiolli

Após bater boca com alguns internautas, Celso Portiolli viu seu nome parar do trending topics do Twitter na tarde desta quinta-feira.

A saber, até o momento da publicação desta nota ele está entre os assuntos mais comentados da mídia social.

A maioria das mensagens faz duras críticas à postura do comunicador do SBT. Veja algumas: