Mario Teixeira autor de O Tempo Não Para
Mario Teixeira autor de O Tempo Não Para (Divulgação)

A queda de audiência da novela O Tempo não Para está preocupando a Globo, tanto que a novela passará por mudanças.

A trama começou muito bem, com uma média animadora. Com o tempo, porém, o rendimento caiu.

Segundo dados consolidados, no início a novela ficava na casa dos 29 pontos. Agora, porém, está em cerca de 25.

A média atual é considerada fraca para o horário, o que levou o autor Mario Teixeira a dar mais ritmo à história.

Leia mais: Edson Celulari elogia Mario Teixeira, autor de O Tempo Não Para: “Foi muito feliz nessa abordagem de tema”

O Tempo não Para passa por mudanças

A química entre os protagonistas Marocas (Juliana Paiva) e Samuca (Nicolas Prattes) agradou o público e garantiu o sucesso da novela no início.

Entretanto, com a separação dos personagens muita gente acabou deixando a trama de lado.

Assim sendo, a solução encontrada pelo autor para atrair o público novamente será sacrificar o vilão Emílio (João Baldasserini).

O bacharel morrerá nos próximos capítulos de O Tempo não Para ao ser picado por uma cobra.

O ator, porém, não deixará a novela. Surpreendente, ele voltará como Lúcio, o irmão gêmeo de Emílio.

Essa reviravolta promete dar mais agilidade à obra, que tem o final previsto para janeiro de 2019.

Leia mais: O Tempo Não Para: Marocas comemora o sucesso de sua grife: “Estou impressionada com a repercussão da Kikinico”

Autor culpa horário político

Para Mario Teixeira, porém, a má audiência tem outro motivo: o horário político.

Em entrevista ao Notícias da TV, o autor disse que a propaganda política prejudicou, mas isso não quer dizer que a novela esteja indo mal.

“O horário político mexe com a audiência, não só da novela como da grade toda, e justamente por isso não há uma avaliação de que a novela não esteja desempenhando bem. Ao contrário, estamos todos muitos satisfeitos com a trama. Só recebo elogios, internos e externos”, revelou.

Além disso, Mario disse que os ajustes são comuns a qualquer trama, principalmente aqueles que surpreendem.

“Aprendi com Douglas Sirk, Alexandre Dumas, Silvio de Abreu, Cassiano Gabus Mendes. Gosto de tramas rocambolescas, e acredito que o público também. E, aguarde, porque, com a morte do vilão, a trama vai trazer outras surpresas…”, adiantou.

Últimos vídeos do Canal no YouTube