Juninho Pernambucano no Selecao SporTV
Juninho Pernambucano no Seleção SporTV (Reprodução)

Na tarde desta segunda-feira (30), Juninho Pernambucano participou do Seleção SporTV, programa da SporTV, e deu uma declaração polêmica ao falar sobre jornalistas que cobrem o dia a dia dos times de futebol, conhecidos como setoristas, e de quando a situação passa do limite durante a cobertura esportiva.

Galvão Bueno fala sobre intolerância e defende Juninho Pernambucano

“Os setoristas são muito piores hoje em dia. Eu sei que eles ganham mal, mas cada um tem o caráter que tem. Se eu sou setorista, o que eu ia fazer, tentar fazer um ótimo trabalho para tentar ir para outra etapa, subir. Parte da imprensa também tem culpa na violência, porque há um excesso de pilha. Já vi isso também de olhar para você, um jogador que é profissional, não tem formação e ganha R$ 100 mil. Tem um cara que está ali, estudou quatro anos, fez de tudo para se formar jornalista, para ser setorista e ganha mal. Talvez ele leva isso em consideração. É difícil você ganhar R$ 3 mil ou R$ 4 mil em uma sociedade e se você não for um cara fera, tem que entrevistar um cara que ganha mais e que você considera ele um ninguém”, disparou o ex-jogador.

Galvão Bueno revela novo narrador esportivo do Grupo Globo: “Fico muito feliz”

Ainda no ar, André Rizek, apresentador do formato, leu um comunicado enviado pela direção de jornalismo do Grupo Globo sobre a fala de Juninho. “Há bons e maus profissionais em todas as categorias. Temos mais de 30 setoristas trabalhando hoje no Grupo Globo e eles recebem aqui nossa confiança e solidariedade. Muitas vezes são eles que mais sofre com o desequilíbrio e a eventual violência dos torcedores. Isso não quer dizer que o Juninho não tenha o direito à sua opinião, que é e continuará sendo livre. Mas é importante fazer esse registro”, dizia o texto.

Aguinaldo Silva diz que nordestino não sofre preconceito e leva resposta de internauta

Assista:

Últimos vídeos do Canal no YouTube