Jô (Bárbara Paz) em O Outro Lado do Paraíso (Reprodução/Globo)

Como já é de praxe, Walcyr Carrasco se despediu de mais uma atriz de O Outro Lado do Paraíso. No capítulo 148, que vai ao ar em abril, o autor do folhetim deixou uma mensagem para Bárbara Paz, que interpreta Jô na trama.

“À brilhante Bárbara Paz, minha amiga e querida atriz, muito obrigado por tudo. Sou participação encerra-se aqui, mas espero que nos reencontremos em breve. Abraço do Walcyr.”

Nas última cenas da personagem, Jô vai se negar a doar o rim para Adriana (Julia Dalávia) apesar de ser compatível com a enteada. Depois de deixar cair a máscara, ela será esculachada por Henrique (Emílio de Mello). “Você não tem classe nenhuma, Jô. Nunca soube se comportar como mulher de diplomata, com esses vestidos colados, esse modo rude de falar. Eu me apeguei a você porque quando perdi a Beth (Glória Pires) e, ou melhor, acreditei que perdi, foi a tábua de salvação. Não poderia ter escolhido pior. Vá embora. Agora mesmo. Saia desta casa, saia da minha vida”, exige o diplomata.


Cena de O Outro Lado do Paraíso cria contradição com personagem transexual

Claro que a dondoca vai protestar. “Eu saio. Mas isso não termina aqui, vou entrar com um processo. Quero muita grana”, dirá. Nesse momento, Beth vai dizer que ela poderá ganhar muito mais dinheiro se doar o rim para a advogada, mas não conseguirá convencê-la. “Sua proposta é ilegal. Pode até ser presa, é proibido vender órgãos. Mas mesmo que não fosse. Não vou me arriscar. Para que, se vou tirar o dinheiro desse panaca? Vou fazer as malas. Compro a passagem no aeroporto.

Na cena seguinte, Jô desce com a mala. “Só peguei os melhores vestidos. Dê o resto para a caridade. Vou arrasar nas compras com o dinheiro que vou tirar de você. táxi está chegando. Boa sorte. Para vocês e para Dri”, se despede.