Mário Gomes no Domingão do Faustão
Mário Gomes no Domingão do Faustão (Reprodução)

No Domingão do Faustão deste domingo (04), Mário Gomes esteve presente no quadro Ding Dong com outros integrantes da novela Tempo de Amar, e falou sobre os projetos que tem fora da televisão. Questionado por Fausto Silva sobre seu carrinho de hambúrguer, ele disse que tem um plano de negócios para transforma-lo em uma rede.

O apresentador falou sobre a educação no país e pediu que o ator falasse sobre seu projeto envolvendo educação: “Estou falando isso porque semana passada eu disse que a educação tem que voltar a ser como antes, em que a escola pública era muito boa no Brail. O Brasil tem condição para isso. Aqui você paga imposto e não recebe p* nenhuma. O que gasta o governo brasileiro é para pagar ladrões. Fale conosco sobre o seu projeto.

Leia também: Globo divulga trilha sonora da nova temporada de Malhação


“Essa coisa do governo é insuportável, difícil segurar. Temos que votar certo, prestar atenção e estudar bem os candidatos. Eu tive a necessidade de ver meus filhos lendo, estudando pesquisando, e precisava que eles se interessassem pelos livros e não somente pelos celulares. Comentou-se nos jornais que eu daria aulas de artes cênicas, mas não farei isso. O aluno não vai viver um personagem de um autor, não vai passar pelo constrangimento de tentar ser ator sem querer.”, começou ele.

“Todos nós somos absolutamente espetaculares, e vejo que todos tem talentos, e vamos fazer com que eles pesquisem e entrem em contato com o que querem para o futuro. Temos o menino que faz desenhos gráficos, a menina que quer ser chef, a criança quer ser uma policial civil, e todos terão oportunidade de vestir os uniformes de cada profissão e saber como funciona. O que ouvi dos diretores do colégio é que todos se envolverão. Vai criando essa expectativa da pesquisa para levar ao conhecimento geral”, explicou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui