TV Bahia começa Bahia Meio Dia mais cedo para cobertura de tragédia
TV Bahia começa Bahia Meio Dia mais cedo para cobertura de tragédia (Reprodução)

A semana na televisão da Bahia está, no mínimo, bem movimentada. Nesta segunda-feira (12), Jéssica Senra, âncora do Bahia no Ar da RecordTV Itapoan, decidiu não renovar com a emissora. Ela tem conversas adiantadas para assinar com a TV Bahia/Globo.

Já nesta terça-feira (13), um fato jornalístico fez as emissoras se movimentarem. O desabamento de um prédio no bairro de Pituaçu, em Salvador (BA), matou pelo menos 3 pessoas.

Veja mais: BA: Jéssica Senra não renova com Record após sete anos; jornalista tem proposta da TV Bahia/Globo

Além disso, com uma forte chuva, Salvador viveu um dia de trânsito caótico e tendo várias zonas de risco para novos desabamentos. Com o fato grave chamando a atenção, a TV correu.

Quem trouxe a primeira informação preliminar foi o próprio Bahia no Ar. Sem Jéssica Senra, que tem contrato até 31 de maio, mas está afastada do ar até lá, a repórter Laís Cavalcante comando o telejornal. Ele atingiu 18 pontos de Ibope nesta terça, índice que Jéssica alcançava com frequência sem dias atípicos.

Mas a coisa começou a apertar a partir das 10 da manhã. De forma surpreendente, a TV Bahia/Globo, que vive uma fase grave de audiência, antecipou o começo do seu telejornal. O Bahia Meio Dia se iniciou apenas com o âncora Fernando Sodake, às 10h10. Foi a primeira vez que o canal começou seu jornal tão cedo.

Para isso, o Bem Estar e o Encontro com Fátima Bernardes não foram exibidos para a Grande Salvador. Às 10h30, os concorrentes começaram suas coberturas: o Balanço Geral BA, de José Eduardo na RecordTV Itapoan, e o QVP, de Casemiro Neto na TV Aratu/SBT entraram no ar.

A TV Bahia/Globo foi para o ar tentando uma linguagem que já vem testando nas últimas semanas, com GC fixo na tela, por exemplo. Os repórteres também estiveram mais próximos da notícia. Mesmo assim, a falta de traquejo com esse tipo de cobertura foi notório na TV Bahia.

Um exemplo disso foi a entrada da repórter Anna Valéria. Falando de São Caetano de problemas graves que o bairro sofria com a chuva, a repórter acabou rindo nas vezes que precisava passar notícias sérias.

Outro porém foi a entrada de forma repentina de Silvana Freire, que também comanda o Bahia Meio Dia, apenas às 11h50, quando ele tinha quase duas horas no ar. No mais, mesmo sem experiência, a TV Bahia/Globo fez uma boa cobertura.

O BMD ficou no ar até 13h08, quando o Globo Esporte BA começou, mas teve apenas 11 minutos e ainda foi recheado com notícias da tragédia, o que o fez ter uma edição bem esvaziada.

Na audiência, equilíbrio, mas vitória na RecordTV Itapoan. O Balanço Geral BA conseguiu atingir picos de até 28 pontos de Ibope na Grande Salvador. Mas diga-se: mesmo consolidado, ele foi atingido quando o Jornal Hoje já havia entrado no ar. Porém, durante todo o momento em que ficou no ar, das 10h30 às 15h, José Eduardo, quando não foi líder, ficou apenas a um ponto de diferença da TV Bahia/Globo.

José Eduardo, o Bocão, no Balanço Geral desta terça (Reprodução)

Por fim, a TV Aratu/SBT acabou tendo azar. Por volta das 13h28, a emissora acabou saindo do ar por alguns instantes por conta de uma falta de energia em sua sede. Isso fez seu Ibope cair de 7 pontos para apenas 1 ponto em apenas 3 minutos. Quando retornou, o canal obteve apenas 5 pontos, numa faixa em que costuma marcar 8 pontos.

O grande porém desta terça é que tais mudanças na grade mostraram o que será o ano na TV baiana. Antes sem tanto destaque, a situação da Globo e a grande explosão das concorrentes fizeram a TV Bahia/Globo sair de sua zona de conforto.

Resta saber se com a mudança em sua linha editorial e com a ajuda da Globo, que está orientando tais mudanças, o canal vai virar o jogo contra a Record no âmbito local.