Antonio Fagundes no Domingão do Faustão
Antonio Fagundes no Domingão do Faustão (Reprodução)

O ator Antonio Fagundes foi um dos convidados do quadro Ding Dong no Domingão do Faustão deste domingo (21), e falou sobre a educação no país quando questionado por Fausto Silva, sobre a qualidade musical do Brasil nas décadas passadas.

“Doutor Antônio Fagundes, nós somos de uma época que o colégio público era muito bom e quem não era bom aluno estudava em escola particular. O fato de termos tido nas décadas de 50 e 60 uma qualidade musical de letra, melodia, e em todos os sentidos, tem a ver com isso? Com a educação no Brasil? Porque hoje em dia os caras só fazem rima… ‘pão’ com ‘macarrão'”, perguntou o apresentador.

Leia também: No Domingão, Frank Aguiar comenta sua saída da política: “Minha profissão é ser artista”


O ator então respondeu que havia sim uma relação direta ente qualidade musical e nível educacional: “Sem duvida é a educação. Todo mundo fala, e nunca é ouvido, mas a edução é a única saída para tudo. Vemos inclusive no exterior países que resolveram mexer na educação, e em questão de uma ou duas gerações, mudaram inclusive a postura econômica do país. Educação é propagação de cultura, é tudo.”

“O Brasil sempre teve músicos extraordinários que trabalharam a vida inteira, e precisa ter consciência de voltar a ter esse tipo de músicos que estamos aqui mostrando”, finalizou o apresentador que recebeu no palco Roberto Menescal e Cris Delanno.