Cidade Proibida derruba Ibope e perde quase 3 em cada 10 telespectadores na Globo

Vladimir Brichta e Regiane Alves em Cidade Proibida
Vladimir Brichta e Regiane Alves em Cidade Proibida (divulgação)

A série Cidade Proibida, protagonizada pelo ator Vladimir Brichta, realmente não está sendo bem aceita pelo público da Globo nas noites de terça-feira da emissora carioca.

Segundo levantamento feito pelo Observatório da Televisão, baseando-se em dados da Grande São Paulo, a série conseguiu, em seus primeiros quatro primeiros episódios, 19,7 pontos de Ibope.

Veja mais: Cidade Proibida resgata clássica trama de detetive, mas tom machista soa antiquado


O número é 27,2% menor do que a antiga série, Sob Pressão, marcou em seus primeiros quatro episódios. Ou seja, Cidade Proibida perdeu quase três em quase dez telespectadores no horário.

Na ocasião, a seriado protagonizado por Júlio Andrade e Marjorie Estiano marcou 27,2 pontos. A queda foi de 7,4 pontos, algo impressionante mesmo para a Globo.

O fim de A Força do Querer pesa na perda, claro. No entanto, quando recebeu do folhetim de Gloria Perez na última semana, o seriado marcou apenas 20,5 pontos. Sob Pressão chegou a marcar 29 pontos na mesma situação.

Na semana passada, um recorde negativo: apenas 17,6 pontos de média, prejudicando o desempenho de programas que vieram após na grade, como Filhos da Pátria e o Jornal da Globo.

Cidade Proibida deve ficar no ar até o fim de dezembro, e não deve ganhar uma segunda temporada em 2018, ainda mais com o desempenho abaixo do esperado.

Os números são consolidados e refletem a preferência de um seleto grupo de telespectadores na Grande São Paulo.