Bial sobre nova versão de Os Trapalhões: “Não gostei da ideia”

Pedro Bial e Renato Aragão em Conversa com Bial (Divulgacão/TV Globo)
Pedro Bial e Renato Aragão em Conversa com Bial (Divulgacão/TV Globo)

O apresentador Pedro Bial confessou a Renato Aragão, homenageado da edição do Conversa com Bial da madrugada desta sexta (08), que não gostou, inicialmente, da nova versão de Os Trapalhões. “Confesso que gelei, não gostei da ideia quando me falaram que iriam fazer uma homenagem”, disparou.

Ao lado do comediante, Bial explicou que o humor que Os Trapalhões originais usavam não seria adequado para a sociedade atual. “Os Trapalhões eram a expressão de uma época, que se foi, que acabou. Por exemplo, o humor que os Trapalhões praticavam, hoje não seria possível. Vocês seriam chamados de homofóbicos, preconceituosos”, pontuou, explicando que ficou “mais calmo” quando soube que as piadas seriam outras.

Renato Aragão, surpreso com a posição do colega, afirmou que, mesmo com humor obsoleto, não tinha a intenção de ofender as pessoas. “A gente era palhaço. Eram coisas para agradar. Ninguém nunca tentou ofender quem quer que seja. Os Trapalhões são insubstituíveis, não existem. Ninguém pode ser o Zacarias. Essa turma nova são imitadores dos Trapalhões, Mussum, Zacarias, Didi e Dedé”.


Por outro lado, a participação de Renato Aragão em Conversa com Bial foi marcada por emoção. O comediante relembrou os melhores momentos da carreira e chegou a se emocionar diversas vezes durante a homenagem.