Ex-GNT, jornalista e servidora do Ministério da Cultura é assassinada em Brasília

Maria Vanessa Veiga Esteves
Maria Vanessa Veiga Esteves, ex-GNT, é assassinada em Brasília (Reprodução/TV Globo)

A servidora pública e jornalista Maria Vanessa Veiga Esteves, de 55 anos, ex-funcionária de emissoras do país, foi assassinada a facadas na última terça-feira (9) em Brasília. As informações são do portal G1.

De acordo com o site de notícias, ela havia acabado de estacionar em frente ao prédio onde morava há dois anos, quando foi abordada por dois assaltantes que levaram a bolsa e a atacaram com golpes de faca. Os vizinhos ouviram os gritos da vítima e chamaram a emergência, mas ela não resistiu aos ferimentos e morreu no local, antes da chegada da ambulância. A polícia investiga o caso como latrocínio, o roubo seguido de morte.

LEIA TAMBÉM: Ingrid Guimarães ganha novo programa no GNT


Maria Vanessa trabalhava como analista do Ministério da Cultura. Ela também fazia Mestrado em Jornalismo na Universidade de Brasília. Antes do trabalho no Ministério, ela desempenhou funções na rede Globosat e passou por emissoras de TV, como GNT, onde foi coordenadora de programação, e da TV Cultura e TV Manchete, onde foi editora.