Comentarista do Jornal da Cultura se confunde com dados e faz conta errada no ar

Maristela Basso, comentarista do Jornal da Cultura
Maristela Basso, comentarista do Jornal da Cultura (Reprodução/TV Cultura)

Comentarista do Jornal da Cultura desta quinta-feira (05), Maristela Basso se confundiu ao apresentar dados sobre mortes cometidas por policiais no Brasil e tropeçou na matemática ao vivo.

“No Brasil, os policiais têm matado ou mataram em 2006, nove pessoas por dia. Só para fazer um paralelo, no Reino Unido, considerando só Inglaterra e Gales, em todo o ano de 2016, cinco pessoas foram mortas por policiais”, disse a comentarista. O ano de 2006, citado por ela, seria, na verdade, 2016, quando a pesquisa, feita com base em dados de 2015, foi divulgada.

E Maristela concluiu com um cálculo confuso: “Então, no Brasil, nove por dia. E Gales e Inglaterra, cinco por ano. Ou seja, durante todo o ano de 2016, trezentas e noventa e três pessoas morreram durante o ano pelas mãos dos policiais autorizados a matar”. O número exato da conta seria 3294, considerando-se que 2016 foi um ano bissexto.


Confira no vídeo, a partir dos 10min: