Keila é a eliminada da semana no Hell’s Kitchen

Reprodução

O episódio dessa semana revelou que existe um grande problema entre os participantes do Hell’s Kitchen, que é a falta de união.  Janaína descobriu acidentalmente como seria a prova surpresa e contou tanto para seu time como para o time adversário, passando por cima de uma das regras do jogo, e fazendo com que o time feminino já começasse na pressão.
Mais tarde abalada pelas discussões com Flora, e o clima ruim de briga que se instaurou na competição, Bárbara entre uma crise de choro e outra, relatou desejo de deixar o programa, e foi aconselhada pela Chef Dahoui a abandonar essa ideia.

O problema aconteceu mesmo quando durante o pré-preparo de uma sobremesa que Flora disse que sabia fazer há anos, o time feminino levou duas horas para concluir, levando bronda da Chef Dahoui. Flora disse em VT que não aguenta mais o convívio com o grupo, e tapou os ouvidos quando seu time começou a discutir seus erros. A participante acredita que as outras mulheres tenham feito um pacto para que apenas ela e Janaína fossem votadas. O descontrole das participantes do Hell’s Kitchen e a falta de união entre as mulheres foi notado pelo grupo masculino e principalmente em relação à escolha dos indicados à berlinda. Daniel, pela equipe azul, escolheu Diogo para a Berlinda, e Ana 1 escolheu Keila, gerando revolta em outros participantes. A Chef Daouhi escolheu Keila para ser eliminada devido aos erros demonstrados na preparação das entradas, mas ressaltou ao final que ela nunca a mandaria embora caso Keila trabalhasse em seu restaurante, deixando mais claro o erro de escolha do time feminino.