Conheça a apresentadora e os jurados do X Factor que estreia hoje na Band

X Factor estreia hoje na Band

Produzido em parceria pela Band, Turner e FremantleMedia, a atração terá 26 episódios. A estreia está marcada para o dia 24 de agosto. O programa, que já revelou grandes nomes no cenário musical, como Leona Lewis e as bandas Little Mix e One Direction, é a grande aposta da emissora. “É um sucesso mundial e o único grande formato que ainda não foi feito no país. Temos o know-how para trabalhar em talent shows”, explica Diego Guebel, diretor-geral de conteúdo da Band.

Fernanda Paes Leme vai comandar a versão brasileira de X Factor –  o show de talento musical de maior sucesso no mundo. O programa, que estreia em agosto, será coproduzido pela Band, Turner e FremantleMedia.

“Buscávamos uma apresentadora que refletisse a energia e juventude do programa. O carisma e o talento de Fernanda Paes Leme tornaram a escolha muito fácil”, diz Guillermo Pendino, diretor de Entretenimento da Band.


“Já surgiram vários convites para fazer trabalhos como apresentadora, e essa proposta de comandar um programa que sou fã e amo tanto quanto o X Factor, em emissoras tão importantes quanto Band e TNT, foi realmente irrecusável”, conta  Fernanda.

Criado pelo produtor musical Simon Cowell,  o X Factor é um formato da FremantleMedia/Syco e  já revelou fenômenos da música como One Direction, Fifth Harmony, Leona Lewis e Little Mix, entre outros.  Além do sucesso na televisão, o programa é um dos maiores hits das redes sociais e web, conquistando o público em todas as plataformas.

FERNANDA PAES LEME

Grande nome de sua geração, Fernanda Paes Leme é atriz e apresentadora. Começou sua carreira na televisão no seriado “Sandy & Junior”, da Rede Globo. Integrou então o elenco de novelas de grande sucesso como “América”, “Insensato Coração” e “Salve Jorge”, além das minisséries “Amazônia, de Galvez a Chico Mendes”, de Glória Perez, “Um Só Coração” e “Mandrake”, esta na HBO.

Nos palcos, brilhou como Dona Flor em “Dona Flor e Seus Dois Maridos”, montagem teatral do clássico de Jorge Amado, e no espetáculo “Rain-Men”. Já no cinema, seu principal trabalho é “Cilada.com”. Em 2014, Fernanda encantou o público como coapresentadora do reality show musical “Superstar”, integrou o elenco da série “Amor Veríssimo”, no GNT, e desembarcou nos cinemas com o filme “Divã a 2”. Já no ano seguinte, esteve no ar na segunda temporada de “Amor Veríssimo” e estreou em “Odeio Segundas”, nova série do GNT com roteiro de Fernanda Young e Alexandre Machado.

RICK BONADIO

O produtor e empresário Rick Bonadio será um dos jurados da versão brasileira de X  Factor – o show de talento musical de maior sucesso no mundo. O programa, que estreia hoje, será coproduzido pela Band, TNT eFremantleMedia.

“Sempre gostei do formato do X Factor. O programa trabalha o artista como ele é, respeitando suas características e tirando dele o seu melhor. Quando anunciaram a produção do programa no Brasil, pensei comigo: esse eu tenho vontade de fazer. Quando a Band me procurou, de cara falei que toparia”, conta.

Rick Bonadio é um dos produtores musicais de maior sucesso do Brasil. Iniciou sua carreira como músico e arranjador nos anos 80, obtendo grande reconhecimento nas décadas seguintes como empresário e produtor musical. Foi Bonadio quem descobriu e produziu o primeiro álbum do fenômeno Mamonas Assassinas. Rick também trabalhou com artistas como Charlie Brown Jr., Los Hermanos, Titãs, Luiza Possi, Ira!, Rouge, Sérgio Reis, Manu Gavassi, Negra Li, NX Zero, Tihuana, CPM22, Rebeldes, Biel, MC Catra, entre muitos outros. Ganhador de cinco troféus Grammy Latino como melhor produtor, Rick é diretor geral da gravadora Midas Music e do Estúdio Midas, um dos maiores da América Latina.

Rick Bonadio foi o primeiro dos quatro jurados do programa a ser apresentado ao público e dá uma dica para quem quer participar do X Factor. “Os candidatos precisam ter muita vontade de vencer, isso é essencial para entrar no programa. Se eles têm esse sonho e acreditam neles mesmos, a chance de participar é grande”, declara.

Di Ferrero e Alinne Rosa estarão no X Factor. Com o olhar de quem já trilhou uma carreira artística, os dois cantores irão compor o júri ao lado do premiado produtor musical Rick Bonadio.

DI FERRERO

Aos 31 anos, o vocalista do NX Zero diz que o X Factor o faz relembrar seu começo musical, que foi cheio de desafios e descobertas. Sobre a avaliação dos candidatos, já sabe quem vai conquistá-lo: “Canto desde os 7 anos de idade, a minha relação com a música é intensa. Quando vejo uma pessoa cantar, além da técnica e os pré-requisitos básicos, importam pra mim o feeling e a emoção. Vou dizer o sim pra quem mexer comigo. Se eu puder somar na vida do candidato e fazê-lo evoluir de alguma forma vai ser incrível”, diz.

ALINNE ROSA

Trilhando carreira solo depois do sucesso na banda Cheiro de Amor, a baiana Alinne Rosa está empolgada com o programa:  “Fiquei louca de feliz. Estou bem curiosa para conhecer as histórias e as vozes dos candidatos. Ver um artista crescer e brilhar é sensacional”. Com 14 anos de estrada, Alinne dá uma dica para os candidatos. “Eu sempre penso positivo, sempre quis cantar e não sabia por onde começar, mas eu tinha uma convicção de que tudo ia dar certo, isso me levou pra frente. A confiança faz toda a diferença na vida de um artista”, afirma.

O quadro de jurados do X Factor está completo. O músico e ator Paulo Miklos integrará o time, atuando ao lado do produtor musical Rick Bonadio e dos cantores Di Ferrero e Alinne Rosa.

PAULO MIKLOS

Com sólida carreira artística, Miklos é integrante dos Titãs desde a a primeira formação. Também segue carreira solo, além de fazer sucesso como ator e apresentador de tv.

“Recebi o convite com muita alegria, para mim é uma honra ser jurado do X Factor e integrar o time do projeto tão bem sucedido; vai ser emocionante poder usar a minha experiência profissional para ajudar a revelar um novo talento. Quero dizer sim para o artista que me emocione. Ainda estarei ao lado de profissionais brilhantes como Rick Bonadio, Di Ferrero e Alinne Rosa. E mais o talento de Fernanda Paes Leme”, diz.

Com o disco de estreia dos Titãs, lançado em 1984, veio o primeiro grande sucesso da banda na voz de Paulo, “Sonífera Ilha”. A partir daí foram mais 18 discos lançados até 2015, com diversos sucessos nacionais, muitos interpretados por ele, como; “Diversão” (1987), “Pra Dizer Adeus”, do disco “Acústico” (1997), e “É Preciso Saber Viver”, que se tornou hit no Brasil inteiro na regravação dos Titãs.

Consagrado na música, Miklos começou a fazer sucesso também como ator em 2002, no filme “O Invasor”, de Beto Brant. Ganhou o prêmio de ator revelação no Festival de Cinema de Brasília e de melhor ator coadjuvante no Festival de Miami. Em 2009, foi contemplado com o prêmio de melhor ator no Festival de Brasília, pela atuação em “É Proibido Fumar”, de Anna Muylaert. Paulo atuou ainda em “Estômago”, de Marcos Jorge, “Boleiros 2”, de Ugo Giorgetti, “Califórnia” de Marina Person e “Carrossel o Filme”, de Maurício Eça .

Em 2015 viveu Adoniran Barbosa no curta-metragem “Da Licença de Contar” de Pedro Serrano, projeto este que deu origem ao longa-metragem que será rodado em janeiro de 2017.

Em 2010, ano do centenário de nascimento de Noel Rosa, Paulo produziu a apresentou o documentário musical “A Alma Roqueira de Noel”, onde ele mergulha no universo do samba e cria um show em homenagem ao sambista. O documentário foi exibido pela GNT, Canal Brasil, BBC, Canal Curta!, TV Cultura e Netflix.

Na televisão, fez diversas séries e novelas, como “Os Normais” (2002), “Bang Bang” (2006), “Sessão de Terapia” (2013) e “Alucinadas” (2015).

Em 2016, estreou no teatro com enorme sucesso de crítica e público na peça “Chet Baker, Apenas um Sopro”.