Antonio Fagundes acredita na redenção de vilão de Velho Chico: “Pode mostrar outro lado”

antonio fagundes
Antonio Fagundes (Divulgação)

A novela Velho Chico entrou na reta final e agora muita gente ficará curiosa para saber o destino de Afrânio, o Coronel Saruê interpretado por Antonio Fagundes.

Embora o vilão mereça uma punição depois de tantas maldades, seu intérprete ainda acredita na redenção do personagem.

”Benedito (Ruy Barbosa, autor) dificilmente cria vilões. Nas novelas dele, aquele que aparentemente é um vilão tem seu rasgo de humanidade e faz você pensar nas razões daquele personagem. Então o Afrânio, que sempre teve dentro dele uma vontade ferrenha de manter a família unida, pode mostrar um outro lado”, contou em entrevista ao jornal Extra.


A grande novidade nos próximos capítulos será que Saruê irá se livrar da peruca, garantiu Fagundes. Segundo ele, no fundo ainda há algo bom para extrair do vilão.

”Nos 30 anos que se passaram, ele teve uma série de problemas e criou uma casca, inclusive física, com um comportamento patético, exagerado, uma peruca. É uma forma de se disfarçar. Mas dentro da máscara existe um Afrânio que ele gostaria de ter sido e foi impedido”, revelou.

Sobre as críticas à estética e história arrastada de Velho Chico, o ator diz que é comum, mas que a novela tem muitas qualidades.

”Tudo o que é diferente cria um transtorno porque dá trabalho. É preciso sair da zona de conforto e parar para ver o outro. Isso está acontecendo com a novela. As pessoas relaxaram e estão percebendo que é bom ver uma cena com calma, um personagem vestido de forma que você não vê normalmente, que a fotografia mostre uma montanha e não só prédios, que a realidade daquelas pessoas seja diferente”.