“Não importa o sexo, o amor não conhece gênero” diz autor de Liberdade, Liberdade sobre cena de sexo gay na novela

Mário Teixeira autor de Liberdade, Liberdade!
Mário Teixeira autor de Liberdade, Liberdade!

Nesta terça-feira (12) vai ao ar a aguardada cena de sexo entre os personagens André (Caio Blat) e Tolentino (Ricardo Pereira), em Liberdade, Liberdade, novela das 23 horas, na Globo. O autor da trama, Mario Teixeira, falou sobre a cena de sexo entre dois homens, em entrevista ao GShow.

Para o autor, mais forte do que o sexo, é o amor que existe entre os dois personagens, ambos seres solitários, que enfrentaram as barreiras da sociedade. “Não importa o sexo, o amor não conhece gênero. O amor transcende tudo isso. E, principalmente, um amor que era tratado, não como preconceito, e sim como um crime. O conceito de homossexualidade não existia naquela época, então a definição de preconceito também não. Era pior, era crime. E pior do que um crime, era um pecado. Estas pessoas eram condenadas à morte por conta de quem elas eram, só por isso. Elas pagavam um preço muito alto”, comenta Mário.

O autor garante que a sequência foi escrita com naturalidade e é assim que também deve ser encarada pelo público. “É natural o que a gente está retratando neste momento. Cada um assiste como quer, é a sensibilidade de cada um que norteia, mas eu queria que as pessoas assistissem com o mesmo sentimento que tive quando a escrevi, que foi com a mais absoluta naturalidade”, conclui.