Liberdade, Liberdade não terá finais felizes, revela diretor

André e Tolentino
André e Tolentino

Liberdade, Liberdade está sendo uma verdadeira trama fora do comum. O autor da novela promete retratar um Brasil mais realista e medieval. O romance de André (Caio Blat) e Tolentino (Ricardo Pereira) pode custar caro.

As cenas da prisão de André serão muito fortes e vão mostrar claramente o quanto a perseguição aos homossexuais é medieval e, portanto, inaceitável. André vai sofrer muito”, diz Caio. Essa é uma das melhores novelas já feitas sobre a nossa história.”, pontua.

Ricardo Pereira, o intérprete do capitão, também comenta que o personagem viverá momentos bem ruins na trama. O diretor da sequência da cena de sexo entre os dois personagens diz que a novela não terá finais felizes.


“Podemos esperar uma novela realista, sem aqueles finais felizes que adoçam os desenlaces tradicionais. Mario foi corajoso no retrato desse Brasil”, acredita.