Repórter da Record morre de câncer aos 30 anos

Record vence SBT e tem melhor mês de março dos últimos 5 anos

Luciano Rodrigues Pinto, jornalista da Record no Pará, morreu na manhã desta terça-feira (14), aos 30 anos, vítima de câncer. O repórter estava internado e não resistiu às complicações na saúde motivadas pela doença.

O repórter estava desde 2011 na Record e atuou em reportagens exibidas em rede nacional para o Fala Brasil e Cidade Alerta.

Luciano Rodrigues Pinto Record


Em comunicado divulgado nas rede sociais, a emissora lamenta a morte de Luciano.

“Com muita tristeza que hoje nós temos que comunicar algo muito difícil na Record Belém. Faleceu no início da manhã de hoje, 06h, o nosso colega jornalista, repórter, e acima de tudo grande amigo, Luciano Rodrigues. Apesar do grande esforço dele e do apoio de todos os amigos e da família, ele não resistiu a luta contra um câncer no intestino e nos deixou.

Luciano vai deixar uma enorme lacuna no jornalismo paraense e em nossos corações. Ele começou sua carreira no ano de 2008, e foi uma das melhores aquisições do jornalismo da Record em 2011. Entre nós, Luciano Rodrigues cresceu como profissional e como grande pessoa que já era. Foi responsável por grandes séries de reportagens e uma excelente cobertura policial que era o forte de seu trabalho.

Este brilhante profissional tinha uma maneira única de dar a notícia, com detalhes precisos e com um ponto de vista que só ele tinha. Luciano Rodrigues era nosso olho vivo da notícia e é assim que ele vai permanecer. Sempre vivo em nossas lembranças, em nossos arquivos e na história desta emissora”.