A Liga acompanha a dura realidade de quem foi preso injustamente

Injustiçados A Liga

Nesta segunda-feira (23), o tema de A Liga é “Injustiçados”. Maria Paula, Thaíde, Mariana Weickert e Guga Noblat conhecem a realidade de pessoas que passaram anos presas por crimes que não cometeram.

Maria Paula conhece Paulo Cícero, que foi acusado de homicídio, teve o perdão do viúvo da vítima, mas não foi inocentado. Depois de anos preso, carregou uma cruz de madeira do interior de São Paulo até o prédio do Supremo Tribunal Federal, em Brasília, buscando provar sua inocência.

Hércules Santos foi acusado de participar de um roubo por causa de uma foto de sua rede social. Após mais de um ano preso, Guga Noblat o ajuda a procurar um emprego.


Dalmo Pinto foi preso por um assalto milionário que não contou com a participação dele. Mariana Weickert testemunha a angústia da família enquanto lutam por justiça.

Heberson Oliveira foi acusado de estupro e contraiu HIV na cadeia. Thaíde acompanha o injustiçado em busca de tratamento médico contra o vírus.

A Liga vai ao ar toda segunda-feira, às 22h45, na tela da Band.