Serial Killer no Conexão Repórter

Uma viagem às profundezas de mentes conturbadas no Conexão Repórter deste domingo (01). Roberto Cabrini investiga a relação entre o crime e a culpa de três homens com mentes assassinas. Ou da falta dela. Para isso, revisita as muitas ocasiões em que esteve frente a frente com homens considerados monstros.

Mateus da Costa Meira, o estudante de medicina que atirou a esmo em um cinema lotado, Francisco de Assis Pereira, o “Maníaco do Parque”, que estuprou e matou ao menos dez mulheres e Jorge Beltrão Negromonte da Silveira, o “Canibal de Garanhuns”, um simples professor de educação física descoberto como o líder de uma seita satânica que matou três pessoas e se alimentou da carne de suas vítimas.

O programa mostra que todos pareciam inofensivos, tinham trabalho e boa aparência. São descritos como inteligentes, dissimulados, frios e calculistas. Um ponto em comum? Não demonstram sentimento algum mediante o sofrimento que causaram a vítimas indefesas. Cabrini revela quem são eles de fato, quais são seus traumas, seus conflitos, contradições e o que os distancia das chamadas “pessoas normais”. O telespectador irá acompanhar tudo isso através do documentário “Mentes Turbulentas”.


O Conexão Repórter vai ao ar todos os domingos, à meia-noite, logo após o Programa Silvio Santos.