Danilo Gentili e Band são condenados a pagar R$ 200 mil por danos morais

Danilo Gentili Band

A Band e seu ex-contratados Danilo Gentili e Marcelo Mansfield foram condenados pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco a pagar indenização R$ 200 mil para a técnica de enfermagem e doadora de leite Michele Rafaela Maximino. O processo foi movido em 2013, quando ambos apresentavam o Agora é Tarde e compararam a moça pelos ao ator pornô Kid Bengala.

Inicialmente, Michele Maximino havia pedido uma indenização de R$ 1 milhão. Uma liminar exigiu que a Band removesse de seu site os vídeos com a piada, sob pena de levar uma multa de R$ 5 mil diários.

A sentença foi proferida pela juíza Regina Célia de Albuquerque Maranhão, de Olinda, na última quarta-feira (13). A magistrada considerou o pedido de Michele procedente em parte, e levou em consideração o fato de ela não havia permitido a divulgação das piadas.


Segundo a juíza, o prejuízo para Michele foi “gravíssimo”, uma vez que “causou na autora lesão grave tendo sua imagem sido utilizada de forma humilhante e degradante, causando consequências devastadoras para a autora e sua família”.

Como a decisão foi em primeira instância, Gentili, Mansfield e a emissora ainda podem recorrer. Danilo Gentili e a Band ainda não se pronunciaram sobre o caso.