Sandra Annenberg Rede Globo

Imediatamente após a cerimônia de posse do novo ministro chefe da casa civil, Luís Inácio Lula da Silva, quando aliados do PT gritavam “O povo não é bobo, abaixo a Rede Globo“, a emissora respondeu às críticas.

A jornalista Sandra Annenberg foi a porta voz da rede de televisão e disse, visivelmente nervosa, que a TV Globo não produz grampos telefônicos, apenas divulga fatos e acontecimentos, informa o público e continuará fazendo, apoiada pela liberdade de imprensa.

“A gente volta a afirmar que a imprensa não conduz grampos, não conduz investigações, cumpre seu dever de informar sobre tudo sem restrições, e deve continuar assim”, disse.


A emissora se manteve firme na cobertura ao vivo da cerimônia de posse dos novos ministros e não se intimidou mesmo diante da hostilidade do público presente em apoio a Lula e Dilma.

Logo depois de sua defesa, o jornalismo global continuou cobrindo as manifestações em todo o Brasil e promete intensificar ainda mais a cobertura contra o governo.

O embate entre o governo do PT e a Rede Globo se torna cada vez mais acirrado, Lula e Dilma acusam a emissora de inflamar o povo contra o governo e a favor do impeachment, enquanto o canal da família Marinho garante que apenas cumpre seu papel de veículo de imprensa de informar o público sobre a realidade do Brasil.