Equipe de TV é feita refém por integrantes do MST

Davi Ferreira e Patricia Sonsin TV Tarobá MST

Integrante do Movimento Sem Terra (MST) fizeram reféns os jornalistas Davi Ferreira e Patricia Sonsin, respectivamente cinegrafista e repórter da TV Tarobá, afiliada do Grupo Bandeirantes, no Paraná.

O ato criminoso aconteceu na quarta-feira (09), um dia após invasão à sede da TV Anhanguera, afiliada da Rede Globo em Goiânia, o Movimento

De acordo com a TV Tarobá, a ação contra os profissionais da emissora durou aproximadamente 20 minutos e tudo aconteceu quando os dois jornalistas se dirigiam à propriedade rural ocupada pelo movimento durante a manhã no município de Quedas do Iguaçu (PR). A presença, porém, não agradou parte dos integrantes do MST.


A repórter e o cinegrafista foram abordados por cerca de 50 pessoas, que estariam “armados com escopetas, facões e pedras”. Os manifestantes ameaçaram quebrar equipamentos de gravação e os celulares de Patricia e Davi. “A equipe foi obrigada a seguir os integrantes do movimento até uma espécie de acampamento onde receberam novas ameaças de agressão física”.

Os jornalistas foram liberados pelos militantes após uma “reunião”. A Polícia Militar paranaense informou não ter acesso à propriedade ocupada, impossibilitando alguma atitude por parte da corporação.