Ratinho chora ao ouvir apelo de menina com câncer

Ratinho
Ratinho (Divulgação)

Ratinho se emocionou ao vivo, nesta quarta-feira (24), em seu programa no SBT. O apresentador ficou sensibilizado ao ouvir o apelo feito por uma criança, a pequena Nayara, que sofre de câncer. No programa, a garota pediu chorando que as autoridades liberassem a fosfoetanolamina sintética, substância que ficou conhecida como “pílula do câncer”, e que é produzida pela USP, no interior de São Paulo.

“Eu fiquei preocupada, porque eu sabia que estava doente. Eu tomei [a pílula] e fiquei melhor, mas agora não tem mais o medicamento para tomar. Eu queria muito que vocês liberassem. Eu preciso muito dessa medicação”, pediu a menininha.

Após o apelo emocionado, Ratinho com os olhos cheiros de lagrima e revoltado, criticou a lentidão das autoridades em liberar a substância. “Infelizmente, estou vendo o Congresso Nacional com muita tristeza, [eles] não lutam pelo Brasil. Eu fico triste porque, mesmo na doença, o Congresso não tem compaixão, mesmo na doença, [senador] Renan Calheiros não tem compaixão, o presidente da Câmara [Eduardo Cunha] não tem compaixão. Porque se tivessem eles iriam ouvir essa menina falar”, disse ele.


Ratinho também relembrou casos de familiares, como a esposa e um irmão, que já tiveram de enfrentar a mesma doença. “Aconteceu com a minha esposa, que graças a Deus conseguiu se superar, mas toda a família está correndo o risco. E a gente sabe o sofrimento que é, quando a família passa por isso. Como a mãe não sofre. Eu perdi um irmão, com 15 anos, de câncer, e até hoje a minha mãe não se recuperou”, discursou.